A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/04/2012 12:14

Lembrando Brizola, Puccinelli dá dica de que PDT terá o vice de Giroto

Wendell Reis
Puccinelli minimizou desavenças com Dagoberto e disse que não é inimigo nem do ex-governador Zeca do PT (Foto: Minamar Junior)Puccinelli minimizou desavenças com Dagoberto e disse que não é inimigo nem do ex-governador Zeca do PT (Foto: Minamar Junior)

O governador André Puccinelli (PMDB) declarou na manhã desta sexta-feira (13) que não vê prejuízo em uma aliança entre o PDT e o PMDB no apoio à candidatura de Edson Giroto (PMDB) em Campo Grande. Além disso, lembrou do fundador do PDT, Leonel Brizola, para dar dicas de quem será o vice do PMDB.

A resposta foi dada após questionamentos de que em outras épocas ele e o presidente estadual do PDT, Dagoberto Nogueira, foram rivais. “Sempre pesquisa qualitativa. Nem sou inimigo nem do Zeca (ex-governador Zeca do PT). Nós já temos pesquisas qualitativas e quantitativas que nos induzem a pensar algumas coisas”.

Puccinelli explicou que não é obrigatório atender ao que diz a pesquisa, mas relatou que há indicação de que seria boa a candidatura de uma mulher, de um partido com bom tempo de televisão, com conceito eleitoral, traduzido em quantidade de voto. Após esclarecer o primeiro critério, Puccinelli declarou que “o segundo ideal, muito provavelmente brizoleará”, em referência a Leonel Brizola.

O coordenador da campanha de Giroto, prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), avalia que o PDT é um fortíssimo candidato a vice e leva como vantagem o fato de já ter anunciado apoio ao PMDB. O prefeito avalia que as exigências feitas pelos partidos são normais, visto que cada um se identifica com uma área e quer colaborar mais.

O deputado federal Edson Giroto também acredita que a aliança não será rejeitada. Ele diz que na política há uma disputa, mas ela não pode ter agressão pessoal ou verbal. Ele destacou a importância de Dagoberto, dizendo que ele já foi líder de Governo, secretário e que não há nenhum problema pessoal nem mesmo entre ele e Puccinelli. “O Zeca sim teve destempero com o André. Mas, não me meto e nem vou me meter”.

Giroto acredita que a definição sobre o vice deve passar pelo partido e, não necessariamente, pela Câmara de Vereadores. Ele entende que a escolha deve se desenhar melhor na segunda quinzena de maio, quando o nome, provavelmente, será anunciado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions