A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/04/2015 12:09

Lideranças do PSB e PPS dizem que fusão fortalece os partidos em MS

Leonardo Rocha
Athayde Nery diz que fusão irá fortalecer ambos os partidos (Foto: Divulgação)Athayde Nery diz que fusão irá fortalecer ambos os partidos (Foto: Divulgação)
José Carlos Barbosa ressaltou que se trata de um processo natural, após a reforma política (Foto: Roberto Higa/ALMS)José Carlos Barbosa ressaltou que se trata de um processo natural, após a reforma política (Foto: Roberto Higa/ALMS)

Lideranças tanto do PSB como do PPS disseram que a fusão dos partidos, em nível nacional, irá fortalecer as legendas em Mato Grosso do Sul, já que poderá se ampliar bancada no legislativo e ainda receber outros políticos que desejem fazer parte deste projeto. Eles ainda ressaltaram que esta é uma tendência, principalmente com o possível fim das coligações proporcionais.

“Se trata de uma necessidade em que os partidos terão que buscar, para se unir e fortalecer, com o fim das alianças proporcionais, o caminho natural será a fusão que vai gerar um enxugamento de partidos”, disse o deputado estadual José Carlos Barbosa (PSB).

Ele ressaltou que ainda não foi discutido o nome do partido, após a fusão oficial do PPS e PSB, mas ponderou que esta junção se iniciou agora e que todas as mudanças serão discutidas com tranquilidade. “O que posso dizer é que devemos ficar mais fortes, a deputada federal Tereza Cristina (PSB), até pelo cargo que exerce deve ficar como presidente”, disse ele.

José Carlos Barbosa garantiu que não existe qualquer problema com as lideranças estaduais do PPS, em Mato Grosso do Sul, inclusive relatou que tem ótima relação com o presidente estadual da legenda, o secretário de Cultura, Athayde Nery. “Ele é meu amigo, colega de faculdade, teremos um bom contato, o debate será positivo”.

Athayde Nery também ressaltou que esta “fusão” será boa para ambos os lados, e que as mudanças na reforma política, vão exigir novas ações dos partidos. “Iremos começar este debate agora a nível nacional e estadual, para que até outubro já esteja tudo consolidado, este novo partido certamente vai atrair muitas lideranças, que estiverem insatisfeitas em sua legendas”, disse ele.

O presidente estadual do PPS ponderou que a nova legenda deve continuar com suas bandeiras e princípios, seguindo o caminho de “centro-esquerda”, linha política de ambos. “Se trata de dois partidos com história, que vai continuar suas lutas, estamos muito tranquilos, até porque temos uma ótima relação com o PSB”, ressaltou ele.

Os presidentes nacionais do PPS e PSB anunciaram ontem (29), que as duas legendas irão fazer uma fusão, esperando que até junho as negociações já esteiem concluídas, para que o novo partido já dispute as eleições municipais de 2016. Ainda não foi definido que nome será utilizado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions