ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Política

Lívio Leite tem posse marcada para esta manhã na Câmara

Depois da solenidade, Lívio deve participar da sessão ordinária de hoje e entrar no gabinete do antecessor

Por Fernanda Palheta e Caroline Maldonado | 21/05/2024 08:18
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O 3º suplente Lívio Viana Leite (União Brasil) será empossado na manhã desta terça-feira (21) na Câmara Municipal de Campo Grande. A posse foi marcada às 8h45 pelo presidente da Casa de Leis, vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), após a disputa pela vaga parar na Justiça Eleitoral. Ele assume a cadeira deixada por vereador Claudinho Serra Lima, o “Claudinho Serra”, preso no dia 3 de abril, na 3ª fase da Operação Tromper.

Depois da solenidade, Lívio deve participar da sessão ordinária de hoje e entrar no gabinete do antecessor. Nesta segunda-feira (20), a Câmara Municipal de Campo Grande exonerou 12 assessores do vereador Claudinho Serra. A exoneração dos servidores comissionados vale a partir de 15 de maio, conforme a publicação no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

Briga na justiça - A posse de Lívio chegou a ser agendada pela Câmara Municipal para o dia 16 de maio, mas o 8º suplente Giam Gian Josetti Sandim (PSDB), Gian Sandim, ingressou com um mandado de segurança requerendo a vaga para o partido. A justiça eleitoral suspendeu a solenidade.

A briga pelo mandato tampão cresceu durante a última semana com a entrada de um terceiro interessado, o ex-vereador Wellington de Oliveira, o delegado Wellington. Depois de migrar para o PL para disputar uma vaga de deputado federal em 2022, voltou para o ninho tucano na janela partidária deste ano.

Lívio era do PSDB e foi para o União Brasil na janela partidária deste ano e já estava com tudo encaminhado para voltar para a Câmara. Após a convocação ser publicada em edição extra do Diário Legislativo do dia 14, ele pediu afastamento do cargo de perito no INSS e entregou, ontem mesmo, toda a documentação necessária na Casa de Leis.

Além de servidor público estadual e federal, Lídio é médico oftalmologista e ex-vereador por dois mandatos em Campo Grande. Também já foi diretor do Hospital Regional de Mato Grosso do Sul e secretário adjunto de Saúde do Estado.

Prisão e atestados - Claudinho Serra foi preso em 3 de abril, na 3ª fase da Operação Tromper, acusado de ser o mentor de um grupo que desviava recursos da Prefeitura de Sidrolândia, quando atuou como secretário de Fazenda na gestão sogra e atual da prefeita Vanda Camilo (PP).

Faltando apenas três sessões para perder o mandato de vereador Claudinho, pediu afastamento por um mês, que conta desde o dia 30 de abril. Ele apresentou atestado médico por estar "psicologicamente abalado". Preso por 23 dias, o vereador contou que viu um homem morrer no presídio, o que o deixou transtornado, por isso a necessidade de tratamento.

Nesta terça-feira, o vereador Claudinho Serra (PSDB) protocolou um novo pedido de afastamento para tratar de interesse particular. A licença, se autorizada, tem prazo de no máximo 120 dias.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias