A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

22/06/2013 15:38

Mais de 200 já estão na praça; protesto se une com os pró-maconha

Zemil Rocha e Evelyn Souza
Mais de 200 manifestantes já estão na Praça do Rádio para 3° ato contra corrupção (Foto: Marcos Ermínio)Mais de 200 manifestantes já estão na Praça do Rádio para 3° ato contra corrupção (Foto: Marcos Ermínio)

Mais de 200 manifestantes já estão reunidos neste momento na Praça do Rádio, no centro de Campo Grande. Após um desentendimento entre os ativistas da Marcha pela liberação da maconha e os do protesto por melhorias nos serviços públicos, os dois grupos resolveram unir forças e permanecer juntos no mesmo local de concentração.

Quanto sairem da praça, os ativistas do protesto vão liderar com suas faixas e a "Maracha da Maconha" vai seguir atrás, segundo combinaram os organizadores. Muitos estão descontentes com a junção dos dois movimentos.

Na Praça do Rádio já é possível ver alguns manifestantes favoráveis ao uso da maconha fumando a erva. Até adolescentes já foram vistos com cigarros de maconha. Com rosto tampado, portando faixas, eles pedem a “Legalização da Maconha”.

Inicialmente, o local de concentração seria a Praça Ary Coelho, mas como ela teria sido fechada, a maioria dos manifestantes está se reunindo na Praça do Rádio. Neste momento, cerca de 30 jovens estão concentrados na Praça Ary Coelho.

Policias militares e Ciaptran já estão fazendo rondas em volta das duas praças. Viaturas da PM estão de prontidão para serem deslocadas em caso de qualquer eventualidade.

 



caro amigo leitor, a marcha da maconha foi organizada meses antes deste protesto, todo mundo tem a sua liberdade de expressão, era para a marcha acontecer dia 15, só que como ouve falta de alguns ofícios para ser entregue não foi possível realizar a marcha, marcando assim para o dia 22, sinto muito se a data da manifestação foi marcada no mesmo dia que a marcha, e sinto muito pelo incomodo, do mesmo jeito que alguns manifestantes se sentiram constrangidos por conta da marcha a gente que tava em prol da legalização também se sentimos discriminados como marginais foi assim que muitos se sentiram, sinto grande pena que as mesmas pessoas que estava descriminando a gente deve enche a cara de bebida, fuma cigarro e faz diversas outras coisas piores, então antes de julgar, estude sobre o assunto.
 
Rafael Floriano em 23/06/2013 19:48:58
Se não misturassem com a Marcha da Maconha, teria dado mais gente. Pois, houve gente que relatou que chegou ao local e quando viu que os movimentos se uniriam, preferiu ir embora do local. Com toda razão. O evento é contra a corrupção e não pró-maconha.
 
Willian Jose em 22/06/2013 18:48:48
VC Q ESTA MANIFESTANDO A FAVOR DA LIBERAÇÃO DA MACONHA, QUERO VER SE VAI APOIAR SEU FILHO, QUANDO ELE TIVER BEM NOIADÃO, DOIDÃO DEPOIS DE TER FUMADO CHEIRADO UMA E SAIR AS RUAS PRA FAZER BADERNAS COMO ESSAS Q ESTÃO FAZENDO NESSES PROTESTO, TODOS SABEM Q QUEM ESTA FAZENDO ISSO SÃO ESSES MACONHEIROS Q NEM SABE O SIGNIFICADO DESSAS MANIFESTAÇÕES, E SE APROVEITAM DA SITUAÇÃO PRA PRATICAR VANDALISMO É BEM A CARA DE VCS!!!! VAI TRABALHAR!!!
 
CRIS. ALVES em 22/06/2013 17:09:18
Acho que as manifestações já começaram criar problemas, foi muito bom para nosso país, mas as lideranças já perderam o controle e o objetivo do movimento.
 
Thatiany Durben em 22/06/2013 16:19:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions