A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/12/2015 17:14

Manifestantes iniciam passeata contra Dilma com participação de políticos

Leonardo Rocha e Thiago de Souza
Protesto contra Dilma Protesto contra Dilma
Manifestantes estão com bandeiras e faixas contra a presidente Dilma (Foto: Marcos Ermínio)Manifestantes estão com bandeiras e faixas contra a presidente Dilma (Foto: Marcos Ermínio)

Os manifestantes começaram às 17h, a caminhada em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), em Campo Grande. O ato iniciou na frente do Obelisco, na Avenida Afonso Pena e vai seguir até a frente do MPF (Ministério Público Federal). No momento a Polícia Militar não definiu o número de manifestantes.

O ato que tem a organização de grupos como "Chega de Impostos", Pátria Livre, Democráticos e Avaça Brasil, também tem neste dia a participação de políticos, que são a favor da retirada da presidente do Palácio do Planalto. Hoje (13) seguem os manifestantes o deputado federal Carlos Marun (PMDB) e a deputada estadual Mara Caseiro (PMB).

Marun, que inclusive integra a chapa de oposição a Dilma na Câmara dos Deputados, disse que hoje a possibilidade de ocorrer o impeachment está em 30%, mas pode crescer, pois tudo depende da movimentação política e ações nas ruas de todo Brasil, com mobilizações.

"Muita gente está em dúvida, mas o movimento da rua pode ser fundamental para a posição dos parlamentares, o Collor por exemplo na véspera tinha reunido apoio, mas no dia todos virão o resultado, as coisas se decidem na última hora".

O peemedebista ainda destacou que além das denúncias da Operação Lava Jato, um dos principais problemas da presidente é a falta de um projeto para unir o partido e o país. Ele discursou no evento e segue a caminhada com os manifestantes.

Já Mara Caseiro (PMB) disse que as mobilizações são importantes, pois fortalece a cobrança aos parlamentares e que ela tem feito isto com a bancada do Estado. "Peço que eles se posicionem sobre a questão, o governo da Dilma deixou as instituições e empresas falidas, tenta fazer a classe de cima ir para baixo, ao invés de puxar a de baixo para cima".

A parlamentar ainda disse que o PT financia MST (Movimento Sem Terra) e lideranças indígenas, tirando o sossego do setor produtivo. "Golpe é o que o PT fez com o país". Ela garantiu que sobre a corrupção local, todo ato precisa ser repudiado e protestado.

Críticas - Os manifestantes também aproveitaram o evento para criticar o deputado federal Dagoberto Nogueira. Eles fizeram um boneco com sua foto, onde disseram que tudo que o povo é a favor, ele é contra, inclusive o impeachment. Além disto prometeram protestos todas as quintas-feiras, no Aeroporto de Campo Grande, quando o pedetista desembarcar.

Marun diz que mobilização é fundamental para o impeachment de Dilma (Marcos Ermínio)Marun diz que mobilização é fundamental para o impeachment de Dilma (Marcos Ermínio)
Mara Caseiro ressaltou que os protestos jogam a pressão aos parlamentares, para que haja esta mudança no país (Foto: Marcos Ermínio)Mara Caseiro ressaltou que os protestos jogam a pressão aos parlamentares, para que haja esta mudança no país (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions