A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/02/2009 07:20

Marquinhos admite possibilidade de deixar comando da CCJ

Redação

Após dois anos na presidência da Comissão de Constituição e Justiça e Redação, o deputado Marcos Trad Filho (PMDB) afirma que só permanecerá no comando da comissão mais importante da Assembléia Legislativa se não houver disputa.

Marquinhos disse que sofreu muito durante os dois anos que presidiu a comissão por causa da inveja de outros deputados, que achavam que ele estava aparecendo demais. "Estava impondo um ritmo que o presidente (Jerson Domingos, do PMDB) me pediu em conversa particular", afirmou nesta manhã, em entrevista à FM Capital.

Para Marquinhos Trad, outros deputados também têm condições de ser presidentes da comissão responsável por avaliar a constitucionalidade das matérias.  "Aceito ser membro titular ou até mesmo suplente", afirmou.

A CCJR é a porta de entrada dos projetos na Assembléia Legislativa porque avalia se elas devem tramitar ou serem arquivadas.

Marquinhos afirmou que permanecerá no comando da CCJR se puder continuar trabalhando com independência do Poder Executivo. "Os interesses de Mato Grosso do Sul são muito maiores do que de qualquer outro Poder. Não posso ser presidente de um Poder ou de outro. Tenho que fazer a Justiça, doa a quem doer", disse.

Enersul

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions