A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

24/08/2016 12:46

Marquinhos promete ser “prefeito de rua” e quer saúde informatizada

Aline dos Santos
Marquinhos em entrevista ao Campo Grande News nesta quarta: ele afirma que vai focar gestão em áreas prioritárias. (Foto: Fernando Ientzsch)Marquinhos em entrevista ao Campo Grande News nesta quarta: ele afirma que vai focar gestão em áreas prioritárias. (Foto: Fernando Ientzsch)

Com agenda que chega a 19 horas corridas de compromisso de campanha, o candidato Marquinhos Trad (PSD) afirma que caso eleito terá o perfil de um prefeito de rua. Na disputa da primeira eleição ao Poder Executivo, ele não elege uma prioridade, mas promete pulverizar as atenções entre saúde, segurança, transparência pública, valorização do servidor, educação, infraestrutura , mobilidade urbana, lazer e habitação.

Na saúde, ele descarta terceirizar gestão da rede pública e destaca investimento na saúde preventiva. “Vamos transformar os postos de saúde em clinica da família. Os postos de saúde não têm o atendimento de resolutividade. O que tem acontecido, as pessoas saem de lá e acabam indo para a UPA [Unidade de Pronto Atendimento] à noite”, afirma.

O candidato salienta que é preciso sistema informatizado interligando as unidades de saúde e farmácias públicas com funcionamento 24 horas nas UPAs.

Segurança - “Na área de segurança pública, vamos fazer uma concentração de esforços na segurança preventiva. Entre elas, a iluminação pública, com troca das lâmpadas de vapor por led, limpeza de terrenos baldios, ampliação do sistema de monitoramento através de câmeras, fortalecimento da Guarda Municipal, cursos de capacitação e criação de fundo municipal de segurança e da ronda escolar”, afirma o candidato.

Educação - Marquinhos afirma que as prioridades são conclusão de oito Ceinfs (Centros de Educação Infantil) “semiprontos”, reforma das unidades escolares, criação imediata de mais cinco escolas de tempo integral e eleições diretas para diretores e adjuntos. “E garantir kit escolar,de qualidade, que engloba uniforme e material escolar, no primeiro dia de aula, além de merenda de qualidade”, afirma o candidato.

Transparência - A promessa é dar publicidade a gastos e receitas, detalhando toda a arrecadação tributária. “Ninguém tolera mais administrações nebulosas, por isso vamos não apenas implantar um sistema rígido de transparência, mas vamos incentivar a participação popular e a divulgação dos números das contas públicas de Campo Grande”, diz.

Sobre a relação com a Câmara Municipal, ele afirma que seguirá o princípio de independência, mas com harmonia. “Vim do Legislativo e sei como funciona”, diz Marquinhos, que já foi vereador e cumpre mandato de deputado estadual.

Finanças - Mas para tirar os planos do papel em caso de vitória, o candidato admite que o primeiro ano será de “certa dificuldade”. Ele afirma que terá que regularizar pagamento com fornecedores, medidas urgentes como tapar buracos e enfrentar a questão do piso salarial dos professores.

Campanha – Marquinhos afirma que mantém no período de campanha uma série de compromissos na rua, que já tinha por hábito no Legislativo. “Vai ser gestão mais rua do que gabinete”, diz. Ele conta que a campanha é à base de visitas. “Apesar dos ataques difamatórios que tenho sofrido nas redes sociais, a nossa caminhada tem sido extremamente em sintonia com os anseios populares”, afirma.

Nesta semana, um vídeo circulou pelo WhatsApp mostrando conversa em que Trad supostamente troca fotos íntimas com uma mulher. Ele afirma que não acionou à Justiça Eleitoral porque pelo aplicativo não é possível chegar à origem. “Por isso é que os vídeos verdadeiramente mentirosos só circulam pelo WhatsApp”, afirma.

Marquinhos Trad tem 51 anos e é advogado. O candidato é o terceiro a conversar com o Campo Grande News, que promove uma rodada de entrevistas com os postulantes ao cargo de chefe do Paço Municipal.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions