A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/01/2014 09:49

Marun volta para a Assembleia e mira uma vaga na Câmara dos Deputados

Leonardo Rocha
Marun diz que volta a Assembleia em fevereiro e ainda disputa eleição para deputado federal este ano (Foto: Arquivo)Marun diz que volta a Assembleia em fevereiro e ainda disputa eleição para deputado federal este ano (Foto: Arquivo)

O secretário estadual de habitação, Carlos Marun, irá retornar à Assembleia Legislativa logo após o recesso parlamentar, em fevereiro, e ainda vai se dedicar este ano na disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília.

“Tivemos uma reunião com o governador (André Puccinelli) onde ele apontou que os secretários que fossem disputar a eleição, poderiam sair já a partir do dia 30 de janeiro, vou focar minhas atividades na pasta, para depois me dedicar ao legislativo”, afirmou ele.

Marun que já foi vereador e deputado estadual agora vai se preparar para disputa por uma vaga na Câmara dos Deputados e assim representar o Estado em Brasília. “Vou ser candidato a deputado federal na eleição deste ano e espero levar minha experiência para fazer um ótimo trabalho”.

Foco – O secretário de Habitação ainda ressaltou que antes de deixar o cargo vai se reunir com Puccinelli para expor todos os projetos e ações da pasta. “Na última semana de janeiro vou me reunir com o governador e deixar um relatório completo das atividades e todos os projetos pendentes para que seja continuado por meu sucessor”, garantiu.

Marun deve ficar com a vaga do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) no legislativo, em relação a seu substituto na secretaria, o governador ainda não divulgou quem ficará no seu lugar e que esta decisão deve ser anunciada no final de janeiro. “Ainda não tem o nome definido, mas certamente será alguém competente que vai continuar os trabalhos com eficiência”.

Meta – Na área habitacional, o secretário já declarou em diversas ocasiões que a meta da secretaria é chegar as 70 mil casas entregues para Mato Grosso do Sul. Na última assinatura feita na governadoria, a meta já havia ultrapassado 61 mil moradias confirmadas pelo governo estadual.

O governador André Puccinelli (PMDB) deve promover várias mudanças em seu grupo de trabalho em 2014, já que muitos secretários irão sair para disputar a eleição.

Além de Marun, o secretário de obras, Edson Giroto, a do Desenvolvimento e Indústria, Tereza Cristina da Costa, da Juventude, Herculano Borges, da Articulação e Desenvolvimento Regional, Nelsinho Trad, além da vice-governadora, Simone Tebet, devem sair.

Flávio Brito foi o primeiro a sair do cargo de diretor-presidente da Fundesporte (Fundação do Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), já no dia 2 de janeiro, ficou no seu lugar o advogado Jefferson Hespanhol Cavalcante, que já trabalhava na pasta.



- As pessoas não sabem o que falam, mais de 70 mil habitações construidas! Mérito exclusivo da vocação e das lutas do Deputado Marun junto a Brasília , uma pessoa com um currículo sem ressalvas, capacitado e que tem trabalhado muito pela população de todo nosso Estado! Ao contrario de muitos que estão nos legislativo, com sequer uma emenda em cunho próprio! E o meu voto o senhor tem e sempre terá. Por que MARUN tem trabalho, compromisso social e uma política voltada para a família e o bem publico! Que Deus abençoe sua trajetória, te capacite e te oriente a sempre tomar as melhores decisões e as mais centradas decisões! Não se deixe esmorecer, uma vaga na bancada federal já é sua!
 
Natielle Braga em 27/01/2014 14:49:02
NUNCA MAIS VOTO EM NENHUM CANDIDATO DO PMDB... Os candidatos eleitos não cumprem seu mandato, seguem a cartilha do tirano, depois da eleição são indicados para secretarias para atender os interesses do partido e acolher os que não conseguiram vencer nas urnas. Vamos passar a régua. Chega de candidato que não cumpre mandato. Respeito ao voto do eleitor. NÃO À REELEIÇÃO.
 
Carlos Ferreira em 07/01/2014 13:12:45
Vai se eleger Deputado Federal e voltar para ser secretário de qualquer coisa, como fez o Giroto. O tiro pode sair pela culatra, caso a oposição ganhe o governo. Esses políticos são puro oportunismo.
 
João Pedro em 07/01/2014 12:22:40
Meu voto ele não tem mesmo.
 
marluce figueiredo em 07/01/2014 12:22:29
Pode contar com meu voto, pois conheço seu trabalho e sei da sua capacidade de fazer acontecer, principalmente na área da Habitação!!
 
Elza Alves de matos em 07/01/2014 11:08:55
Nunca mais voto nele, nunca cumpriu um mandato, sempre sai para outros entrarem, igual a Marisa e não vai ser agora que vai cumprir.
 
Marcelo I. Moraes em 07/01/2014 10:51:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions