A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

01/09/2015 12:19

Mesmo com apoio a Bernal, Câmara quer desenvolver trabalho independente

Alan Diógenes
Vereadores disseram que irão fazer pacto com Bernal para ajudar Capital a sair da crise. (Foto: Fernando Antunes)Vereadores disseram que irão fazer "pacto" com Bernal para ajudar Capital a sair da crise. (Foto: Fernando Antunes)

Apesar de enxergarem com “bom olhos” as ações de Alcides Bernal (PP), após voltar ao cargo de prefeito, a maioria dos vereadores se mantém independentes quando a base de aliança do chefe do Executivo. A ideia dos parlamentares, neste momento, é fazer um “pacto” com a gestão municipal para que Campo Grande saía da crise.

Para o vereador Paulo Siufi (PMDB), o fato de Bernal ter colocado o vereador Paulo Pedra (PDT) como articulador no cargo de secretário de Governo, mostra que o mesmo quer manter um diálogo com os demais políticos, algo que segundo ele, não ocorreu na primeira gestão. “O mandato do legislativo e do executivo, apesar de serem diferentes, precisam ser harmônicos. Não importa quem esteja no cargo de prefeito, mas tem que fazer algo por Campo Grande”, afirmou.

O mesmo argumento foi defendido pelo vereador Airton Saraiva (DEM). “No começo o Bernal não tinha articulação política, o que foi ruim para a cidade. Agora ele veio diferente, isso que não quer dizer que vim para a base dele, porque sou independente. Ele está bem intencionado e se os projetos que chegarem forem a favor da cidade, meu voto sempre será favorável”, mencionou.

O vereador Herculano Borges (SD) disse que o sentimento em geral por parte dos parlamentares é sobre um “pacto” pela Capital. “Já fizemos duas reuniões e percebi que a nova administração teve uma boa adesão com os vereadores. Acredito que até aqueles que se colocaram independentes irão ajudar o prefeito nesta nova empreitada”, destacou.

Jamal Salém, que deixou o cargo de secretário de Saúde, retornou hoje aos trabalhos como vereador na Câmara. Ele também se mostrou independente em relação a base de aliança de Bernal. “Não sou da oposição e nem da base. Quero trabalhar por Campo Grande e retomar os trabalhos de forma tranquila. A ideia é que temos que ajudar o prefeito a terminar seu mandato”, pontuou.

Posse de suplente – Tomou posse como vereador nesta terça-feira (1º) Eduardo Cury (Pt do B). Ele assume a vaga deixada pelo vereador Paulo Pedra (PDT), que assumiu a Secretaria de Governo do prefeito Alcides Bernal (PP).

O clima durante a sessão foi de despedida e de agradecimentos a Paulo Pedra e de apoio a Eduardo Cury, nesta nova etapa. “Estamos aqui para apoiá-lo, para ajudá-lo. Temos certeza que a mesma garra que mostrou no Samu (Serviço de Atendimento Móvel à Urgência), vai emprestar na Casa de Leis também”, salientou o vereador João Rocha (PSDB).

Em seu discurso de posse, Eduardo Cury falou que “jamais colocará interesses pessoais em primeiro lugar". “Campo Grande nunca vai me ver de costas. O desejo da população vai estar sempre em primeiro lugar. Vou cumprir as expectativas e o que todos esperam de mim”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions