A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/06/2013 07:10

Ministro da Justiça retorna 5ª feira a MS para discutir conflito por terra

Aline dos Santos
Ministro veio a Campo Grande no dia 5 de junho. (Foto: Pedro Peralta). Ministro veio a Campo Grande no dia 5 de junho. (Foto: Pedro Peralta).

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, retorna a Mato Grosso do Sul para discutir o conflito fundiário. De acordo com o governador André Puccinelli (PMDB), o ministro virá na próxima quinta-feira.

“Conversei com o ministro e disse-lhe, juntamente com o secretário de Justiça e Segurança pública, Wantuir Jacini, que não poderíamos ficar somente naquelas palavras e no sobrevoo que fizemos na área do conflito”, disse o governador no último sábado. José Eduardo Cardozo visitou Campo Grande no dia 5 de junho. 

Nesta semana, o ministro participará de reunião com a Funai (Fundação Nacional do Índio) e MPF (Ministério Público Federal). O governador quer uma definição sobre a possibilidade de o governo federal indenizar os fazendeiros pela terra.

Na semana passada, em reunião no CNJ (Conselho Nacional de Justiça), o ministro declarou que terras confiscadas do tráfico de drogas poderiam ser utilizadas como moeda de troca com os fazendeiros. No entanto, admitiu que a União não tem levantamento das áreas disponíveis.

O conflito fundiário se agravou em Mato Grosso do Sul no mês de maio. Índios invadiram a fazenda Buriti, em Sidrolândia.
A ação de reintegração de posse resultou na morte do terena Oziel Gabriel, de 35 anos. Dias depois, o terena Joziel Gabriel, de 34 anos, foi baleado na coluna. 

Na semana passada, em Paranhos, foi assassinado Celso Figueiredo, de 34 anos. Para a Polícia Civil, este último crime não foi por conflito de terra.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions