ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 17º

Política

Ministro tucano, Bruno Araújo pede demissão do ministério das Cidades

Titular argumentou que não havia sustentação do partido para continuar no governo Temer

Por Mayara Bueno | 13/11/2017 17:10
Bruno Araújo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante agenda em Brasília. (Foto: Ministério das Cidades/Arquivo).
Bruno Araújo com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante agenda em Brasília. (Foto: Ministério das Cidades/Arquivo).

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, pediu demissão do cargo nesta segunda-feira (13). A carta de exoneração foi entregue ao presidente da República, Michel Temer (PSDB). As informações são da Folha de São Paulo.

Bruno agradeceu a confiaça do presidente, mas disse que não há mais apoio, por parte do partido, para continuar no cargo. O ex-ministro volta para a Câmara dos Deptuados, onde ocupa o cargo de deputado federal por Pernambuco.

Araújo estava no governo federal desde maio de 2016, quando começou o mandato de Temer, após a cassação de Dilma Rousseff.

Bruno é o primeiro do PSDB a deixar o governo depois das movimentações dos tucanos em desembarcar do governo. Além dele, outros três fazem parte do governo Temer: Antonio Imbassahy, da secretaria de Governo; Aloysio Nunes, Relações Exteriores e Luislinda Valois, do Direitos Humanos.