A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

17/02/2019 11:51

Mobilizados, deputados novatos ganham espaço político no legislativo

Eles conseguiram cargos na mesa diretora e até o comando de comissões importantes

Leonardo Rocha
Deputados Lucas de Lima (SD), João Henrique Catan (PR) e Gerson Claro (PP), durante sessão (Foto: Assessoria/ALMS)Deputados Lucas de Lima (SD), João Henrique Catan (PR) e Gerson Claro (PP), durante sessão (Foto: Assessoria/ALMS)

Os deputados novatos da Assembleia, que estão no primeiro mandato, conseguiram se mobilizar antes de começar os trabalhos e desta forma conquistaram espaços dentro das comissões, assim como na própria mesa diretora. O resultado das urnas ajudou este cenário, já que apenas 13 parlamentares foram reeleitos, nove estão estreando e dois retornaram à Casa de Leis.

Já na formação da mesa diretora da Assembleia, os novatos conseguiram os cargos de 2° vice-presidente com Neno Razuk (PTB) e a 3° vice-presidência, que ficou com Antônio Vaz (PRB). Com articulação política dentro do legislativo e do governo estadual, as funções mais importantes ainda ficaram com os experientes, tendo Paulo Corrêa (PSDB) na presidência e Zé Teixeira (DEM) na primeira-secretaria.

Na composição das comissões, os novatos conseguiram indicações e até o comando de grupos importantes. João Henrique Catan (PR), por exemplo, ganhou uma das vagas da tão concorrida CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), assim como a presidência da comissão da Comissão de Finanças e Orçamento.

Setores - Outro tema importante dentro da Casa de Leis, teve o novato Antônio Vaz (PRB) como novo presidente, que é da Comissão de Saúde. Ele ficou a frente de “veteranos” como Felipe Orro (PSDB), Pedro Kemp (PT) e Renato Câmara (MDB). Já na Comissão de Meio Ambiente. O comandante será Lucas de Lima (SD).

Responsável por acompanhar o planejamento do governo, a Comissão de Execução Orçamentária ficará com Gerson Claro (PP). Já no (comissão) Controle da Eficácia Legislativa, outro novato, Evander Vendramini (PP), disputa a presidência do grupo de trabalho, com José Carlos Barbosa (DEM).

Articulação – Esta boa participação nas comissões e até mesa diretora se deve a mobilização dos parlamentares, que antes de começar os trabalhos, fizeram um grupo político chamado “G-10”, que pelo número de integrantes, consegue indicar dois representantes em cada comissão, com chances reais de comandar os grupos de trabalho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions