A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/03/2011 17:04

Moka defende demarcação, mas diz que produtor não pode pagar dívida sozinho

Fabiano Arruda

Senador esteve em Ponta Porã, no sábado

Senador participa de abertura da Exporã. (Foto: Divulgação)Senador participa de abertura da Exporã. (Foto: Divulgação)

O senador Waldemir Moka (PMDB) defendeu a demarcação de terras indígenas em Mato Grosso do Sul, no entanto, afirma que o produtor não pode “pagar sozinho essa conta que é de toda a sociedade”.

O parlamentar argumenta que os produtores que tiverem suas áreas desapropriadas pela União têm o direito de receber o valor justo pela terra e benfeitorias.

“A maioria dessas terras é habitada há mais de século pelas mesmas famílias, cuja posse vem passando de pai pra filho”, justifica.

Moka também defendeu a adoção de políticas específicas para a região de fronteira, como forma de aproximar o Brasil do Paraguai e Bolívia.

Uma das sugestões é que esses países desenvolvam ações para melhorar a relação comercial, proteger os rebanhos animais e dar mais segurança às populações vizinhas.

O peemedebista participou, no sábado, da abertura da 37ª Feira Agropecuária de Ponta Porã, a Exporã. (Com informações da assessoria)

Índios kadiwéu acampam em fazenda de Bonito e cobram demarcação
Grupo de 100 índios da etnia kadiwéu invadiu no último sábado a fazenda Santa Clara, que faz limite com as aldeias Córrego de Ouro e São João, em Por...
Estudos de demarcação em MS ficam prontos até fim do ano
Presente no 11º Encontro Nacional da 6ªCâmara de Coordenação e Revisão do MPF (Ministério Público Federal), realizado hoje no Hotel Jandaia, em Campo...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions