A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

31/01/2015 17:49

MPE instaura quatro inquéritos contra Bernal e ex-secretários municipais

A investigação será conduzida pela promotora Paula Volpe

Juliene Katayama
Bernal foi cassado por improbidade administrativa em março do ano passado (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)Bernal foi cassado por improbidade administrativa em março do ano passado (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

O MPE (Ministério Público do Estado) instaurou quatro inquéritos civis contra o ex-prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), e o ex-secretário de Administração, Ricardo Trefzger Ballock, e de Educação, José Chadid, por diversas irregularidades.

O Inquérito Civil nº 051/2014 contra a Prefeitura da Capital foi aberto depois de denúncia do presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), na época que Bernal estava na administração municipal. O MPE vai “apurar possível responsabilidade pela quebra de contratos por inadimplência do Executivo Municipal no pagamento aos fornecedores e empresas prestadoras de serviço”.

A Procuradoria-Geral do Município denunciou e o MPE vai investigar “eventual ato de improbidade administrativa concernente a contratos de obras firmados no exercício de 2013, nos quais houve o pagamento de itens que não se encontram executados” contra Bernal e Ballock.

Outro inquérito instaurado, o de nº 059/2014, foi baseado em denúncia da Procuradoria Geral do Município contra Bernal e o ex-secretário de Educação, José Chadid, que vai apurar “eventuais irregularidades administrativas praticadas em decorrência de má gestão”.

Por fim, o MPE vai investigar o ex-secretário de Administração por supostas irregularidades quanto ao excesso de pagamento de “jetons” ao ex-secretário Ricardo Ballock, “os quais foram pré-fixados mensalmente por ele, inclusive, sendo pagos sem a comprovação das atividades ou folha de frequência”.

Todos os inquéritos foram instaurados pela promotora de Justiça em substituição legal, Paula da Silva Santos Volpe, e estão no Diário Oficial do Ministério Público de segunda-feira (2), publicado ontem (30).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions