A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/05/2008 16:50

Murilo pede licença médica durante viagem de Puccinelli

Redação

O vice-governador de Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith (DEM), encaminhou na semana passada expediente ao governador André Puccinelli (PMDB), informando que vai tirar licença médica entre os dias 14 e 30 de maio, para tratamento médico.

A licença, que seria para a realização de exames médicos, que não foram detalhados, começa exatamente um dia antes de o governador seguir em viagem para Espanha, Portugal e Japão, onde fica até o dia 29 de abril. Com isso, o cargo de chefe do Executivo ficará vago e o presidente da Assembléia, Jerson Domingos (PMDB), deve ser convocado para assumir novamente no lugar de Puccinelli.

Isso já aconteceu no período de 29 a 4 de maio, quando Puccinelli foi para os Estados Unidos, num viagem para a qual Murilo Zauith teve licença da Assembléia Legislativa para acompanhar a comitiva oficial aos Estados Unidos, mas não participou dos mesmos eventos que o governador. O destino dele até hoje é uma incógnita, uma vez que o vice-governador ainda não deu explicações sobre o assunto, que gerou cobranças na Assembléia, por parte do deputado Ari Artuzi (PDT), adversário político de Murilo na cidade, onde os dois são tidos como pré-candidatos à prefeitura.

Manobra política - Tanto a viagem para os Estados Unidos quanto a licença pedida agora podem ser vistas como manobras do vice-governador para não ficar impedido de concorrer. Se ele assumir o cargo de governador, terá complicações por causa da lei  eleitoral.

O pedido de licença deverá ser encaminhado à Assembléia, como informou a assessoria de imprensa do governo, para que haja a declaração de vacância do cargo de governador e o sucessor direto, o presidente da Casa Legislativo, seja chamado para ocupar a cadeira.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions