A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

13/08/2014 19:20

Nelsinho diz que perdeu "dois grandes amigos" com a morte de Campos e assessor

Ludyney Moura
Eduardo e Nelsinho selaram aliança durante visita do presidenciável a Campo Grande. (Foto: Marcelo Victor)Eduardo e Nelsinho selaram aliança durante visita do presidenciável a Campo Grande. (Foto: Marcelo Victor)

Principal apoiador em Mato Grosso do Sul do projeto nacional do PSB, de eleger Eduardo Campos Presidente da República, o candidato do PMDB ao governo do Estado, Nelsinho Trad, lamentou a tragédia que vitimou o ex-governador de Pernambuco e o ex-deputado federal Pedro Valadares, assessor político de Campos e amigo da família Trad.

“Eu estou muito abalado e chocado com tudo isso. Perdi dois grandes amigos, o Eduardo e o Pedrinho Valadares. Por ora estou sem rumo e sem condições de tecer comentários racionais sobre política, o que eu quero é me solidarizar com as famílias”, disse Nelsinho ao Campo Grande News no fim da tarde desta quarta-feira (13).

O candidato do PMDB revelou que falou com Eduardo Campos pela última vez na sexta-feira passada, dia 8 de agosto, e que ouviu do amigo um parabéns pelo dia dos pais e comentários entusiasmados sobre a qualidade dos programas de sua candidatura gravados para o horário eleitoral gratuito no rádio e TV.

“A impressão que fica do Eduardo é de um entusiasta de um Brasil melhor. Ele deixa um legado muito forte. Foi o primeiro que acreditou no meu projeto, colocou a mão no meu ombro e disse para seguirmos juntos que íamos vencer”, disse Nelsinho, que revelou ainda que ainda não conseguiu falar com a viúva do presidenciável, Renata Campos. Trad diz também que irá ao velório do amigo, que deve acontecer no Recife (PE).

Nelsinho também lamentou bastante a morte do ex-deputado federal Pedro Valadares, um amigo da família Trad, segundo ele. “O Pedrinho era de dentro da minha casa. Era um cara alegre, amigo, companheiro. Era o braço direito do Eduardo. Foi ele quem nos aproximou. Foram duas perdas muito grande para mim”, declarou. O candidato também irá ao velório do assessor de Campos, que deve acontecer em Aracaju (SE).

O candidato do PMDB não quis falar sobre o futuro político de sua coligação, que apoiava a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República. Nelsinho destacou apenas que o momento é de “solidariedade com as famílias das vítimas”.

Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions