ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, DOMINGO  05    CAMPO GRANDE 33º

Política

Nelsinho diz que se Jerson não quer ajudar, deve sair do PMDB

Por Leonardo Rocha | 12/11/2013 14:52
Nelsinho diz que Jerson pode trocar de partido caso não queria apoiar em 2014 (Foto: Arquivo)
Nelsinho diz que Jerson pode trocar de partido caso não queria apoiar em 2014 (Foto: Arquivo)

O ex-prefeito de Campo Grande e virtual candidato do PMDB ao governo do Estado, Nelsinho Trad, sugeriu que o deputado Jerson Domingos (PMDB) deixe o partido. “Se não está ao nosso lado de forma verdadeira, tem dúvidas sobre quem vai apoiar em 2014, a melhor coisa é ele trocar de partido”, afirmou.

Nelsinho declarou que depois que o PMDB “fechou” a questão em relação a candidatura própria, o código de ética do partido exige que os filiados sigam a determinação.

“O Jerson ganhou a sua eleição usando a legenda do partido, está cotado a ser indicado ao TCE (Tribunal de Contas Estadual) com o apoio do PMDB e agora vai virar as costas para o partido?”, questiona.

O ex-prefeito ainda destacou que representa um grupo político e que em nenhum momento teve alguma “atitude” contra o deputado. “Sempre tive uma ótima relação com ele e com seu grupo, nunca existiu nenhum conflito ou algo desta natureza”, aponta.

Nelsinho reconheceu que Jerson exerce influência política em filiados do PMDB, mas que o partido resolveu ter candidato e escolheu seu nome para sucessão estadual.

Jerson Domingos já declarou por diversas vezes ser favorável a uma aliança PMDB e PT em Mato Grosso do Sul, tendo como candidato ao governo estadual o senador Delcídio do Amaral (PT).

O governador André Puccinelli (PMDB) o aconselhou a se licenciar do partido ano que vem para apoiar o senador petista, no entanto não vê que exista a possibilidade do presidente da Assembleia ser expulso do PMDB.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário