A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

11/05/2010 11:28

Nelsinho fará campanha para Puccinelli após expediente

Redação

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), antecipou hoje a estratégia para acumular os cargos de prefeito e coordenador da campanha do governador André Puccinelli, que disputará a reeleição.

"Vou trabalhar das 7h às 17h, depois faço a campanha na rua. Antes das 17h, sou prefeito", relata. Nelsinho conta que ainda não recebeu o convite do governador. Mas ontem, Puccinelli citou que secretário Osmar Jerônymo (Governo) e o prefeito poderão ser coordenadores.

Se no âmbito estadual Trad e Puccinelli estão afinados, no cenário da eleição presidencial eles podem ficar em lados opostos. O prefeito é ferrenho defensor do presidente Lula, que apóia a pré-candidata Dilma Roussef, enquanto Puccinelli ainda não divulgou se vai apoiar Dilma ou o pré-candidato tucano José Serra.

Hoje, Trad voltou a elogiar o governo Lula. "Ninguém fez mais pelos municípios e pelo Brasil do que o presidente Lula", justifica. O prefeito conta que votou em Lula em 1989. Para Trad, até mesmo a análise de que Lula só deu continuidade a um projeto que já estava em curso não diminui os feitos do presidente.

"Significa que ele conseguiu melhorar o que já estava bom", pondera. Questionado sobre a possibilidade de Serra vir ao Estado, a resposta foi curta: "Deixa ele vir".

Trad participou hoje, na avenida Afonso Pena, do lançamento do uso do concreto ecológico em obras públicas.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions