A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

09/09/2014 17:35

Nelsinho promete apoiar setor de reflorestamento em seu governo

Ludyney Moura
Em campanha para o Governo do Estado, Nelsinho prometeu incentivos para empresas do setor de reflorestamento (Foto: Divulgação)Em campanha para o Governo do Estado, Nelsinho prometeu incentivos para empresas do setor de reflorestamento (Foto: Divulgação)

Durante agenda de campanha com representantes do produtores de florestas plantadas do Estado, o candidato do PMDB ao Governo do Estado, Nelsinho Trad, prometeu expandir o setor de reflorestamento, além de contribuir para melhorar a logística e desburocratizar a concessão de licenças ambientais.

"É fundamental desburocratizar a máquina. Fiz isso em Campo Grande. Criei um grupo técnico para desburocratizar. Trouxe gente especializada para ensinar a ser mais rápido na emissão de licenças, de alvarás, de habite-se, e na questão tributária criamos a nota fiscal eletrônica”, disse o candidato a um grupo de empresários de um setor que hoje gera em torno de 100 mil empregos diretos e indiretos.

Segundo Nelsinho, um plano florestal elaborado pelo Sebrae apontava que Mato Grosso do Sul teria apenas em 2030 uma área de 1 milhão de hectares de floresta plantada, porém devido aos investimentos feitos, à topografia e clima locais, o Estado deve fechar 2014 com quase 800 mil hectares de florestas de eucaliptos plantadas, ficando atrás apenas de São Paulo, com 1,1 milhão de hectares e Minas Gerais, com 1,4 milhão de hectares.

O peemedebista prometeu dar condições para que as empresas do ramo tenham condições de expansão. “Em Campo Grande aprovamos uma lei e criamos o Prodes - Programa de Desenvolvimento Econômico e Social. Esta lei movimentava o setor com incentivos fiscais e tributários e infraestrutura. Organizamos os polos industriais e fizemos uma ação bastante intensa atraindo 400 novas empresas em oito anos de mandato. Também investimos na infraestrutura que a cidade oferece, como estradas vicinais, a saúde, educação, creches. O empresário vê isso tudo quando decide instalar sua empresa”, declarou.

O candidato também recebeu um documento dos representantes do setor, contendo as expectativas e demandas do ramo de reflorestamento. "Deve existir um equilíbrio na relação do Estado e dos Poderes constituídos. Isso é fundamental para o empresário se sentir seguro. Ele sabe que vai ter a boa vontade da lei e ambiente político seguro para se fazer os investimentos", finalizou Nelsinho.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions