A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

15/09/2014 17:21

Nelsinho tem arrancada, Reinaldo fará surpresa e Delcídio mantém ritmo

Ludyney Moura
Ao lado do senador Moka, Nelsinho Trad iniciou o que chamou de Arrancada do 15 tanto na Capital quanto no interior (Foto: Divulgação/David Majella)Ao lado do senador Moka, Nelsinho Trad iniciou o que chamou de "Arrancada do 15" tanto na Capital quanto no interior (Foto: Divulgação/David Majella)
Reinaldo Azambuja quer intensificar agenda nos maiores municípios e promete grandes eventos para final da campanha (Foto: Divulgação/Jéssica Barbosa)Reinaldo Azambuja quer intensificar agenda nos maiores municípios e promete grandes eventos para final da campanha (Foto: Divulgação/Jéssica Barbosa)
Já Delcídio do Amaral, quer ampliar caminhadas nos bairros, reuniões políticas e focar reta final no chamado corpo a corpo com o eleitor (Foto: Divulgação) Já Delcídio do Amaral, quer ampliar caminhadas nos bairros, reuniões políticas e focar reta final no chamado corpo a corpo com o eleitor (Foto: Divulgação)

A exatos 20 dias da realização do primeiro turno das eleições, os principais candidatos ao Governo do Estado possuem estratégias diferentes para conquistar a preferência do eleitor sul-mato-grossense, na corrida para substituir André Puccinelli (PMDB).

Contando com o apoio do atual governador, o candidato do PMDB ao Governo do Estado, o ex-prefeito da Capital, conta com o apoio de um grande número de aliados de Puccinelli para dar início ao dia ao que chamou de “Arracanda do 15”.

O dia “D” da campanha do PMDB começou ontem, com uma série de ações orquestradas em vários municípios sul-mato-grossenses, coordenados por prefeitos e lideranças políticas da Capital e do interior. “Isso nos levará para o segundo turno das eleições e depois para uma grande vitória em benefício do nosso Mato Grosso do Sul", disse Nelsinho.

Já o candidato do PSDB, deputado federal Reinaldo Azambuja, revelou, por meio de sua assessoria, que deve intensificar a rotina de agendas políticas na Capital e nas maiores cidades do interior, e “grandes eventos” estão previsto até o fim da campanha, que ainda estão sido mantidos em sigilo “por questões estratégicas”.

A aposta do PT para voltar ao comando do Estado, o senador Delcídio do Amaral, é o único que não deve organizar grandes eventos na reta final de campanha. O petista retomou sua agenda de campanha nesta segunda-feira (15), depois de dois dias de luto pela morte de seu motorista, Waldemar Porto de Quadros, no último sábado (13), e destacou que pretende intensificar apenas a agendas de corpo a corpo com o eleitor, como caminhadas nos bairros e reuniões nas casas.

PMDB define estratégia para aliados mostrarem Nelsinho Trad
Urna lacrada – O Tribunal Regional Eleitoral concluiu o lacre das urnas eletrônicas e incluiu o nome do prefeito cassado Alcides Bernal (PP). Como o ...
Planalto vai retirar cargos de cerca de 40 deputados que votaram contra Temer
O presidente Michel Temer deve começar a punir nas próximas semanas cerca de 40 deputados da base aliada que votaram a favor da denúncia apresentada ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions