A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/09/2014 17:21

Nelsinho tem arrancada, Reinaldo fará surpresa e Delcídio mantém ritmo

Ludyney Moura
Ao lado do senador Moka, Nelsinho Trad iniciou o que chamou de Arrancada do 15 tanto na Capital quanto no interior (Foto: Divulgação/David Majella)Ao lado do senador Moka, Nelsinho Trad iniciou o que chamou de "Arrancada do 15" tanto na Capital quanto no interior (Foto: Divulgação/David Majella)
Reinaldo Azambuja quer intensificar agenda nos maiores municípios e promete grandes eventos para final da campanha (Foto: Divulgação/Jéssica Barbosa)Reinaldo Azambuja quer intensificar agenda nos maiores municípios e promete grandes eventos para final da campanha (Foto: Divulgação/Jéssica Barbosa)
Já Delcídio do Amaral, quer ampliar caminhadas nos bairros, reuniões políticas e focar reta final no chamado corpo a corpo com o eleitor (Foto: Divulgação) Já Delcídio do Amaral, quer ampliar caminhadas nos bairros, reuniões políticas e focar reta final no chamado corpo a corpo com o eleitor (Foto: Divulgação)

A exatos 20 dias da realização do primeiro turno das eleições, os principais candidatos ao Governo do Estado possuem estratégias diferentes para conquistar a preferência do eleitor sul-mato-grossense, na corrida para substituir André Puccinelli (PMDB).

Contando com o apoio do atual governador, o candidato do PMDB ao Governo do Estado, o ex-prefeito da Capital, conta com o apoio de um grande número de aliados de Puccinelli para dar início ao dia ao que chamou de “Arracanda do 15”.

O dia “D” da campanha do PMDB começou ontem, com uma série de ações orquestradas em vários municípios sul-mato-grossenses, coordenados por prefeitos e lideranças políticas da Capital e do interior. “Isso nos levará para o segundo turno das eleições e depois para uma grande vitória em benefício do nosso Mato Grosso do Sul", disse Nelsinho.

Já o candidato do PSDB, deputado federal Reinaldo Azambuja, revelou, por meio de sua assessoria, que deve intensificar a rotina de agendas políticas na Capital e nas maiores cidades do interior, e “grandes eventos” estão previsto até o fim da campanha, que ainda estão sido mantidos em sigilo “por questões estratégicas”.

A aposta do PT para voltar ao comando do Estado, o senador Delcídio do Amaral, é o único que não deve organizar grandes eventos na reta final de campanha. O petista retomou sua agenda de campanha nesta segunda-feira (15), depois de dois dias de luto pela morte de seu motorista, Waldemar Porto de Quadros, no último sábado (13), e destacou que pretende intensificar apenas a agendas de corpo a corpo com o eleitor, como caminhadas nos bairros e reuniões nas casas.

PMDB define estratégia para aliados mostrarem Nelsinho Trad
Urna lacrada – O Tribunal Regional Eleitoral concluiu o lacre das urnas eletrônicas e incluiu o nome do prefeito cassado Alcides Bernal (PP). Como o ...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions