A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/02/2016 10:59

Novo comandante diz que manterá política de valorização na PM

Governo trocou comandante-geral da Polícia Militar de MS

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
À esquerda, o novo comandante da PM, Jorge Edgard Júdice com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e o ex-comandante, Deusdete de Oliveira. (Foto: Fernando Antunes)À esquerda, o novo comandante da PM, Jorge Edgard Júdice com o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e o ex-comandante, Deusdete de Oliveira. (Foto: Fernando Antunes)

 

O novo comandante da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira, afirmou que dará continuidade ao trabalho desempenhado e políticas implantadas por seu antecessor, coronel Deusdete de Oliveira. Nesta segunda-feira (29), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), transferiu a chefia da corporação em solenidade no comando-geral da PM.

De acordo com o novo comandante, o objetivo é prosseguir com as políticas de valorização da tropa, por meio de promoções e adequações na corporação, disse. "Vivemos uma crise sem precedente, com índices alarmantes de desemprego, mas a PM não esmorece e seguirá em frente. A tropa tem bons profissionais e nós daremos continuidade a políticas já implantadas".

Natural do Rio de Janeiro, coronel Júdice se formou na academia da Polícia Militar em Minas Gerais, em 1990, e graduou-se em Direito na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco). Foi comandante do 7º e 9º batalhão da PM, atuou como ajudante geral e participou da intermediação do conflito em Angola, em 1995 e 1996. Atualmente, exercia o cargo de subcomandante da Polícia Militar de MS.

Ex-comandante - O agora ex-comandante da Polícia Militar, coronel Deusdete de Oliveira, ressaltou o trabalho durante o pouco mais de um ano que ficou à frente do comando. Ele comentou que seu desafio foi implantar políticas que valorizassem o contingente da corporação, o que foi feito. Segundo o coronel, desde que assumiu o comando, 937 novos policiais foram chamados e houve promoção para 2 mil homens. “Uma forma de valorizar é dar condição de trabalho, com equipamentos e estrutura para que eles tenham melhor desempenho”, pontuou.

Outro avanço comentado pelo coronel foi em relação à materiais que devem ser entregues a corporação, como armamentos e coletes individuais, além de 35 motocicletas 660 cilindradas.

Critérios para promoção de cabos e sargentos, assim como efetivo “mais racional e justo” e a implantação da sexta companhia da PM, que atende os bairros Noroeste e Maria Aparecida Pedrossian, também foram elogiados por Deusdete.

De acordo com o governador, que disse, no começo do evento, que a troca trata-se de mudança natural, Deusdete continuará a contribuir com a área de segurança, fazendo parte do setor de inteligência da Polícia Militar.

Números – Em um ano, segundo o ex-comandante, foram apreendidas 2 mil toneladas de entorpecentes, 4,6 mil pessoas foram abordadas, mais de 4 mil armas de fogo apreendidas, 20 mil pessoas encaminhas as delegacias, mais de 4 mil foragidos presos, redução de 30% de morte no trânsito e mais de 4 mil operações da Polícia Militar.

Coronel Deusdete de Oliveira, ex-comandante da Polícia Militar. (Foto: Fernando Antunes)Coronel Deusdete de Oliveira, ex-comandante da Polícia Militar. (Foto: Fernando Antunes)
Coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira, novo comandante da PM. (Foto: Fernando Antunes)Coronel Jorge Edgard Júdice Teixeira, novo comandante da PM. (Foto: Fernando Antunes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions