A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

18/11/2014 11:23

Novo governo vai manter progamas e ampliar quantidade de escolas integrais

Renan Nucci e Leonardo Rocha
Equipe de transição reunida na SED na manhã desta terça-feira (18). (Foto: Marcos Ermínio)Equipe de transição reunida na SED na manhã desta terça-feira (18). (Foto: Marcos Ermínio)

A equipe de transição do governador eleito Reinaldo Azambuja, participou na manhã de hoje (18) de reunião na SED (Secretaria Estadual de Educação), representada pela vice-governadora Rose Modesto, Carlos Alberto Assis, Maria Cecília Amendoa, e pelo coordenador Felipe Matos. Projetos da atual administração apresentados por Maria Nilene Badeco, diretora da entidade, serão mantidos, e um dos objetivos do novo governo é ampliar o número de escolas integrais no Estado.

A vice-governadora falou em nome da equipe de Azambuja e disse que a recepção foi muito boa. O grupo teve a oportunidade de ouvir os planos de educação que estão sendo executados, bem como as parcerias que existem junto ao Governo Federal, além de promover o primeiro contato com os técnicos que compõem a secretaria.

“Vamos dar continuidade aos projetos e implantar nossa forma de governar, seguindo o que foi pedido por Azambuja, com ações multidisciplinares sempre em conjunto com outras secretarias [Assistência Social, Esporte e Cultura, entre outras]. Dentro do projeto que vamos implantar a partir do ano que vem existem as escolas pantaneiras financiadas pelos municípios, mas que atendem apenas o ensino fundamental. Queremos também implantar nelas o ensino médio”, disse.

Ampliar a quantidade de unidades educacionais que funcionam em período integral também é prioridade. “Hoje temos 30 escolas no Estado que funcionam em tempo integral. Queremos aumentar este número para levar ao estudante uma formação de mais qualidade. Também avaliamos a fundação de mais escolas indígenas, para dar ainda mais acesso a este povo tão importante”, completou.

Atual Secretária – Maria Nilene Badeco, atual titular da SED, reforçou que existem no momento diversas ações que não podem ser interrompidas. “Apresentamos os projetos e cabe ao novo governador decidir se vai continuar. Entre os programas, damos destaque ao ProFuncionário, que valoriza o servidor administrativo. Também encaminhamos para a Assembleia Legislativa o Plano Estadual de Educação que possui 20 metas do plano Nacional de Educação”, disse Badeco, lembrando ainda do projeto ProJovem Urbano, que traz de volta adultos à escola.

“Quando entramos no governo em 2007, tínhamos apenas um curso de educação profissional. Hoje já estamos em mais de 50 municípios. Sobre as obras que estão construídas, iremos terminar o Centro de Educação Profissional da Moreninha, assim como o de Naviraí, Chapadão do Sul e Dourados, além de dez novas escolas, sendo quatro indígenas”, aponta.

Cotada para assumir a SED, Maria Cecília Amendoa coordena os trabalhos da equipe de transição no âmbito da educação, reforçou as metas do próximo governo para o setor. “A apresentação dos projetos foi bastante didática. Conferimos o que foi feito nesses oitos anos. Temos esse plano que está na Assembleia e que vai poder diagnosticar a situação no estado. A professora Rose e eu vamos continuar com os trabalhos nesta transição. Sabemos que já houve grande evolução, mas ainda a muito a ser feito”, disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions