A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

03/10/2013 19:31

Novo partido, PROS deve estrear com dois deputados estaduais em MS

Zemil Rocha
Osvane diz que caminho do PROS é apoio eleitoral a Delcídio e Reinaldo (Foto: arquivo)Osvane diz que caminho do PROS é apoio eleitoral a Delcídio e Reinaldo (Foto: arquivo)

O deputado estadual Osvane Ramos (ex-PT do B) confirmou há pouco sua filiação ao PROS (Partidos Republicano da Ordem Social) e que também está praticamente certo que Lauro David (PSB) deve seguir o mesmo caminho.

“Tem 99% certeza de que o Lauro vem. Ele está só tentando localizar o pessoal da Executiva do PSB para comunicar. Vai estar compondo com a gente”, afirmou Osvane Ramos. “Lauo busca a desfiliação em Dourados”, acrescentou.

Indagado sobre a tendência eleitoral do PROS no ano que vem em Mato Grosso do Sul, Osvane informou que deve coligar-se ao PT e PSDB. “A tendência nossa é caminhar com as novas lideranças do Estado, o senador Delcidio e o deputado Reinaldo”, revelou. “Vamos estar com PT, PSDB e outros partidos. Estamos nessa fileira aí”, apontou.

A decisão de migrar de partido, conforme o deputado, decorre do fato de se observar que hoje o comando está nas mãos de pessoas que não têm mandato, representatividade. Quanto ao comando do PROS, a princípio, segundo Osvane, a presidência deve ficar com um advogado.

Convite confirmado – O deputado estadual Lauro Davi confirmou que foi convidado hoje pelo colega Osvane Ramos para trocar o PSB pelo PROS, mas garantiu que ainda não se decidiu. “Chegou a me convidar. Vamos juntos”, revelou o parlamentar, informando que também recebeu convites do Solidariedade e do PEN, ao qual filiou-se recentemente o deputado estadual Lídio Lopes.

Segundo Lauro, todos os políticos estão avaliando o quadro e analisando a possibilidade de mudança partidária. “Não é por causa de partido novo, mas de nova oportunidade em relação à conduta do seu partido”, justificou.

Lauro Davi disse que pretende aproveitar o prazo de troca partidária, que vai até sábado (5), para conversar com lideranças do PSB ligadas a ele para decidir o que fazer.

No PSB, a queixa de Lauro é a falta de um horizonte eleitoral mais claro. “Queria saber uma posição mais concreta da nacional. Com quem coliga, não tem nada”, disse.

 




Ulisses Silva, acredito que "para aluguel" responderia sua pergunta.
 
wanderley L bambil em 04/10/2013 11:17:46
Hoje os partidos no Brasil, não passa de um grupo de gente atendendo seus próprios interesses, sem ideologia nenhuma. Pergunto, para o povo, para que serve esses novos partidos?????
 
Ulisses Silva em 04/10/2013 07:28:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions