A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/07/2009 11:58

Novo secretário de Artuzi diz que não vai deixar o DEM

Redação

O novo secretário de Saúde de Dourados, Mário Eduardo Rocha Silva, disse hoje que não vai deixar o DEM (Democratas), partido pelo qual disputou a eleição de vereador em 2008, mas não conseguiu se eleger. Em entrevista à rádio Grande FM, Mário Eduardo afirmou que aceitou ao convite pessoal do prefeito Ari Artuzi (PDT) e que não houve indicação do DEM. Artuzi chamou o partido para fazer parte da administração, mas os democratas recusaram oficialmente o convite.

"A saúde não tem partido, não se pode fazer política", afirmou o médico de 35 anos, especialista em cirurgia de cabeça e pescoço e que trabalha no setor de oncologia do Hospital Evangélico.

Ele disse que não fez consulta ao DEM e que só deixará a legenda se for decisão do partido. "A decisão foi minha. Não vou pedir desfiliação. Recebi apoio da base aliada do prefeito na Câmara, inclusive do Sidlei Alves e do Bambu [dois dos quatro vereadores do DEM]. Mas se o partido decidir apoiar a administração, quem ganha é a cidade", afirmou. Segundo o médico, apesar da decisão da direção do partido, há um grupo de democratas de Dourados que apoia a aliança com Artuzi.

Sobre a saúde pública, Mário Eduardo disse que o setor é "um doente agonizando", mas garante ter "experiência e vontade" para melhorar o atendimento à população. Ele disse contar com a ajuda extra de quase R$ 1 milhão por mês que o governador André Puccinelli (PMDB) repassa a Dourados desde 2008 para ajudar a custear os serviços de saúde. O novo secretário diz contar também com o apoio da classe médica local, que sempre teve atritos com a administração pública municipal.

Mário Eduardo é o terceiro secretário de Saúde da administração Ari Artuzi em seis meses.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions