A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/12/2014 14:37

Olarte nega mudanças na Semed após falta de sintonia sobre Ceinfs

Ricardo Campos Jr.
Problemas na Semed não passam de 'conversa', diz prefeito (Foto: Alcides Neto)Problemas na Semed não passam de 'conversa', diz prefeito (Foto: Alcides Neto)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), negou ao Campo Grande News qualquer tipo de atrito com a secretária de Educação Ângela Maria de Brito, inclusive a possível saída dela do cargo, por conta da redução no horário de aulas de pré-escola nos Ceinfs (Centros de Educação Infantil). A medida havia sido anunciada pela chefe da Semed, mas depois descartada por Olarte tendo em vista as reclamações de pais de alunos.

“É tudo conversa”, disse o político ao Campo Grande News após evento na escola agrícola Arnaldo Estevão de Figueiredo. Ângela, que participa neste sábado junto com o prefeito de um almoço com homenagens a integrantes do PSDB, não quis comentar sobre o assunto.

Professora Rose, eleita vice-governadora e responsável pela indicação da secretária, afirmou que a situação não passou de um mal entendido e já foi resolvida.

“O que houve foi uma falta de comunicação dentro do poder Executivo, que está representado tanto pela prefeitura como pela secretária de educação. Eu acho que o mais importante é que o homem público tenha essa sensibilidade. Trouxe um projeto para ser discutido, não foi bem aceito pela sociedade e teve a humildade de reconhecer que não é o momento e voltou atrás”, disse.

Mudanças – Contradições entre Olarte e Ângela ocorreram após anúncio, na quarta-feira (10), de redução de sete para cinco horas o atendimento as crianças de 4 e 5 anos em Ceinfs da Capital. A medida tinha por objetivo criar novas vagas diante da demanda de 6.648 matrículas.

Olarte chegou a confirmar que a medida era temporária e afetaria apenas 1,1 mil crianças. Ele ainda condicionou a continuidade da decisão, aplicada em 58 de 95 unidades, ao término da construção de 15 novos centros de educação.

Contudo, após a revolta de pais e repercussão negativa o prefeito voltou atrás e negou que tenha anunciado a mudança. Ontem (12), o progressista ainda fez questão de desmentir a secretária: “Não vai ter meio período coisa nenhuma. Eu sou o prefeito e estou dizendo”. Junto com isso, veio o anúncio de ampliação em uma hora do atendimento as crianças e remanejamento de servidores para cumprir a meta.

Prefeitura vai promover novos estudos sobre ampliação de vagas em Ceinfs
A Prefeitura Municipal de Campo Grande informou, nesta quinta-feira (11), através de nota, que o prefeito Gilmar Olarte (PP), atendeu à reivindicação...
Assembleia pode votar polêmico projeto "Lei Harfouche" nesta semana
Considerado polêmico, o projeto chamado de "Lei Harfouche", que prevê a reparação de danos por alunos, em casos de atos de vandalismo em escolas, pod...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions