A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/10/2013 11:05

Para petistas, saída de PT da base "configura" cassação de Bernal

Vinícius Squinelo e Kleber Clajus

A saída do PT da base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP), que pode ser definida nesta terça-feira (29), resultaria na “configuração” da cassação do mandato do progressista. Pelo menos essa é a opinião dos petistas na Câmara Municipal de Campo Grande.

“O mandato é dele (Bernal), mas ele vai estar nos ouvindo, se o PT sair da base, ele pode se configurar cassado”, afirmou o vereador petista Ayrton Araujo. No fim da tarde de ontem (28), os parlamentares da sigla se reuniram com Bernal, que hoje se encontra com os secretários e bancada, às 16h no Paço municipal.

Para o vereador Zeca do PT, cabe ao prefeito recompor sua base aliada. “Não discuto cargos, sou vereador e não tenho pretensão de sair daqui”, afirmou, rebatendo informações de que o PT estaria forçando a negociação de secretarias e cargos.

Líder do prefeito na Câmara, Alex do PT, afirmou que a sigla indicou a construção de um conselho político, com nomes como do deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), do senador Delcídio do Amaral (PT), um outro representante petista, e do ex-vereador pelo PV, Marcelo Bluma.

Alex, que ameaçou deixar a liderança de Bernal na Câmara, ainda indicou que todos os secretários podem colocar o cargo à disposição, dando ao prefeito a chance de uma ampla reforma política na gestão de Campo Grande.

“E é importante ver que o André (governador André Puccinelli, PMDB) é aliado, e não adversário. Depois das eleições sempre tem que administrar juntos”, opinou Alex.

Sob pressão, Bernal recebe cúpula do PT para anunciar decisão hoje
Com a “faca no pescoço”, literalmente, o prefeito Alcides Bernal (PP), recebe, às 16h de hoje, as lideranças do PT para anunciar se acata ou não o ul...
Movimentos culturais cobram que promessa de Bernal saia do papel
A falta de um espaço bem estruturado e que seja acessível para toda a população é unanimidade entre os nomes que fomentam a cultura em Campo Grande, ...
Assembleia vota Orçamento de R$ 14,4 bilhões de 2018 na terça-feira
O Orçamento de R$ 14,4 bilhões do Governo de Mato Grosso do Sul para 2018 passará pela votação em segunda discussão na terça-feira (19) na Assembleia...


É o que tenho escrito. O Povo da nossa capital tem que saber desta pouca vergonha que o Prefeito esta governando mal. O Prefeito Bernal desta administrando muito bem. O que eles querem é poder. Onde que já se viu acordo político envolvendo Delcidio. Esse senhor é senador e aqui na Capital não apita nada. Os vereadores do PT é que tem que reunir com o Prefeito. E não pessoas fazendo política pensando em Eleição. O comentário acima esta certinho. Ano que vem vamos dar o troco para essa cambada de aproveitadores e fazedores de crises.

 
ricardo thibes cardoso em 29/10/2013 15:18:35
Nem deveria ter entrado. Se as denúncias e apresentação dos fatos contra esse Advogado fossem divulgados antes, o povo certamente teria outra opção para escolher. Eu votei no primeiro turno dele, por revolta contra o Doutor mas, não sabia das maracutaias do atual Prefeito. Fiquei sabendo no segundo turbo e mudei meu voto. Pena que já era tarde demais.
 
Jorge Junior em 29/10/2013 14:07:11
Quer dizer, " Se o Bernal abrir os cofre da prefeitura" ele fica , se não, ele vai ser cassado!
 
CARLOS CRUZ em 29/10/2013 13:11:28
Se eles quiserem eleger Delcidio é bom pensar bem nessa "aliança" furada.
 
Anna Gonçlalves em 29/10/2013 11:36:24
Com isso, querem dizer...se o Bernall aceitar e der tudo que o PT quer, ele não cometeu nada de irregular e o PT o apoiará e, ao contrário vai ser cassado? Ano que vem tem eleições e podem ter certeza o povo dará respostas a esses políticos que fazem acordos pessoais e partidários a troco de apoio financeiro. Temos que acabar com essa podridão política. Vamos para as ruas de novo..
 
Roberto Ferreira em 29/10/2013 11:34:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions