ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  16    CAMPO GRANDE 20º

Política

Para Temer, parte do PMDB vai apoiar Dilma nas eleições

Por Redação | 30/04/2010 20:15

O deputado federal Michel Temer (PMDB/SP), presidente da Câmara, e virtual candidato a vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff (PT), disse que seu partido não deve se tornar oposição, mesmo com uma eventual vitória do tucano José Serra na eleição presidencial de outubro.

De acordo com matéria publicada na Folha Online, Temer fez a afirmação mediante o futuro do partido, em caso de uma derrota de Dilma. As declarações foram dadas nesta sexta-feira em um evento agropecuário em Ribeirão Preto (SP).

Temer disse, porém, estar confiante na vitória da petista. Sobre o papel do PMDB na disputa presidencial, afirmou que o partido deve aliviar a resistência de setores mais conservadores da sociedade em relação a Dilma por oferecer um programa de governo menos radical.

Já em relação às parcerias nos estados, Temer esclareceu que é grande a probabilidade de o PMDB de São Paulo também apoiar Dilma, apesar de o grupo liderado por Orestes Quércia ter preferência por Serra. O mesmo deve ocorrer em Santa Catarina.

Um dos poucos estados considerados incógnitos nesse cenário político é Mato Grosso do Sul, que pode ter um palanque duplo inverso. O governador André Puccinelli (PMDB), candidato à reeleição, talvez não receba nenhum dos dois candidatos. (Com informações da Folha Online).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário