A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

14/12/2015 13:09

Pecuarista José Carlos Bumlai presta depoimento à Polícia Federal

Leonardo Rocha
José Carlos Bumlai presta depoimento pela segunda vez (Foto: Paulo Lisboa/Folhapress)José Carlos Bumlai presta depoimento pela segunda vez (Foto: Paulo Lisboa/Folhapress)

O pecuarista sul-mato-grossense, José Carlos Bumlai, irá prestar hoje (14), a partir das 14h, depoimento para Polícia Federal, sendo ouvido pelos delegados exclusivos da corporação, tendo como tema principal contratos na Petrobras e empréstimos realizados, que foram os motivos pelo qual foi preso em Brasília.

Entre os temas tratados neste depoimento está um contrato, sem licitação, no valor de R$ 1,3 bilhão, referente a um navio-sonda, operado pela empresa Schahin Engenharia. O pecuarista foi preso pela 21° fase da Operação Lava Jato,  no dia 24 de novembro, quando estava em Brasília, justamente para prestar depoimento a CPI do BNDES.

Bumlai que é acusado de intermediar negociação entre a Petrobras e empresas, assim como fazer empréstimos junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), sem cumprir os devidos critérios, está detido na carceragem da Superintendência da PF em Curitiba, sendo hoje o seu segundo depoimento às autoridades.

Na última sexta-feira (11), a Polícia Federal apresentou indiciamento do pecuarista, em função de participação em crimes de corrupção passiva e gestão fraudulenta. Entre as acusações, a PF analisa o empréstimo de R$ 12 milhões junto ao Banco Schahin, que nunca foi pago. Depois o grupo conseguiu um contrato no valor de R$ 1,3 bilhão.

José Carlos Bumlai, antes de ser preso, havia declarado que não tinha obtido vantagens profissionais ou pessoais, por ser amigo do ex-presidente Lula, no entanto chegou a reconhecer em mídia nacional, que fez um empréstimo junto ao lobista Fernando Baiano, mas não para repassar a terceiros e sim para pagar contas de suas empresas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions