A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

26/06/2014 10:12

Petista só espera oficializar em cartório para reassumir prefeitura

Leonardo Rocha
Após cassação, Juliana Pereira Almeida irá retornar a prefeitura de Miranda (Foto: Divulgação)Após cassação, Juliana Pereira Almeida irá retornar a prefeitura de Miranda (Foto: Divulgação)

Após o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) suspender a cassação dos mandatos de Juliana Pereira Almeida (PT) e Sidnei Barbosa de Araújo (PSC), como prefeita e vice-prefeito eleitos em 2012, eles esperam oficializar o retorno ao executivo municipal de Miranda no cartório eleitoral do município. Logo depois já se pode marcar a posse da nova prefeita.

De acordo com o advogado Valeriano Fontoura, que representa Juliana Almeida, está se buscando que seja oficiado este retorno imediatamente pelo cartório (eleitoral), entretanto se não for possível, irá se esperar a publicação da decisão do TSE, que deve sair na próxima segunda-feira (30). “Só falta estes detalhes para marcarmos a posse da prefeita”, ponderou ele.

Em contato com a atual prefeita, Marlene Bossay, a assessoria informou que esta ainda não foi notificada oficialmente desta decisão e só depois disto irá emitir opinião e fazer uma declaração oficial. Neste momento os trabalhos continuam normais a frente da prefeitura de Miranda.

Decisão – Juliana e seu vice Sidnei Barbosa foram cassados em primeira instância e o TRE confirmou a cassação após denúncia que apontou suposta compra de votos durante a campanha eleitoral. De acordo com o acórdão regional, pessoas ligadas a Juliana e Sidnei entregaram dinheiro a eleitores da aldeia indígena Lalima, constantes de listas, em troca de votos, após o período do registro de candidatura e antes do dia da eleição.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions