A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

06/09/2018 17:09

PF instaura inquérito para apurar ataque contra Jair Bolsonaro

Candidato sofreu atendado quando era carregado por populares durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG)

Marta Ferreira
Bolsonaro na chegada à Santa Casa de Juiz de Fora, em imagem que circula nas redes sociais. Bolsonaro na chegada à Santa Casa de Juiz de Fora, em imagem que circula nas redes sociais.

A Polícia Federal instaurou inquérito para apurar o ataque contra o candidato à presidência da República, Jair Bolsonaro, ferido durante um ato de campanha, na tarde de hoje (6), em Juiz de Fora (MG). 

Em nota, a PF confirmou que o homem suspeito de ter esfaqueado o candidato, Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi detido por populares e seguranças e conduzido por policiais federais para a Delegacia da Polícia Federal em Juiz de Fora (MG), onde está prestando depoimento. Antes de ser retirado do local, o suspeito chegou a apanhar de pessoas que acompanhavam o evento.

Bolsonaro era carregado por populares quando foi atingido por um objeto perfurante. Além de seguranças particulares, o candidato era escoltado por policiais federais que o levaram para o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora.

O deputado federal foi levado para a Santa Casa de Juiz de Fora. Por volta das 17h30, o hospital informou que "o paciente Jair Messias Bolsonaro deu entrada no hospital por volta das 15h40 com uma lesão por material perfurocortante na região do abdomen".

Segundo a Globo News informou, houve suspeita de uma lesão no fígado, que não se confirmou. Ainda conforme a insformações da emissora, o ferimento atingiu uma veia que leva sangue ao intestino. Segundo informado, não há risco "agudo" imediato.

O filho de Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, disse no Twitter que o episódio "infelizmente foi mais grave do que esperávamos". De acordo com ele, "a perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Segundo a Agência Brasil, Jair Bolsonaro perdeu muito sangue, chegou ao hospital com pressão de 10/3.

(Matéria atualizada às 17h51 para acréscimo de informação)

Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi preso pela Polícia Federal (Foto: Reprodução)Adelio Bispo de Oliveira, de 40 anos, foi preso pela Polícia Federal (Foto: Reprodução)


Tem que investigar e prender mesmo quem praticou uma violência dessas.
Só que no caso do atentado a tiros contra a caravana do LULA até hoje ninguém investigou nada e toda a mídia acobertou o caso.
 
Critico em 06/09/2018 21:14:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions