A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/05/2008 17:09

PMs cobram conversa com André sobre mudanças salariais

Redação

O grupo de servidores cuja negociação salarial é a mais problemática, segundo a definição do próprio governo, a Polícia Militar, ainda aguarda ser recebido pelo governador André Puccinelli (PMDB) para discutir a proposta do Executivo para o projeto que será enviado à Assembléia Legislativa detalhando mudanças na estrutura salarial da corporação.

Os projetos estavam previstos para ser enviados ao Legislativo na semana retrasada, mas o encaminhamento foi adiado e agora a promessa é de que as mensagens cheguem para análise dos deputados até sexta-feira desta semana.

Entre as associações que representam os PMs há a cobrança de discussão sobre o que está sendo proposto. Eles temem que as mudanças tirem direitos já conquistados, como adicionais de tempo de serviço. No caso da PM, o projeto transforma o salário, hoje formado por pelo menos quatro itens, em subsídio único. A mudança é uma tentativa de acabar com as distorções salariais na categoria.

Tanto os praças da corporação quanto os oficiais estão esperando por uma conversa com o governador. Os oficiais foram até uma solenidade em que o governador vai estar, nesta tarde, na empresa Águas Guariroba, para tentar intermediar uma reunião, por meio do líder do governo na Assembléia, Youssif Domingos (PMDB), como informou o  presidente do Clube dos Oficiais, coronel Iacir Azamor.

O presidente da associação dos cabos e soldados, soldado José Florêncio de Melo Iremão, por sua vez,  informou que uma reunião foi solicitada na semana passada e que a entidade está aguardando uma resposta.Melo Irmão afirma que a entidade vai fazer assembléias para avaliar o projeto do governo depois que tiver conhecimento dele.

Ele afirma, em relação ao tempo hábil para fazer isso antes da aprovação pelos deputados, que se houver análise dos projetos de forma apressada, pode haver mobilização por parte da tropa.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions