A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

17/02/2016 12:35

Políticos recorrem de condenação em escândalo por exploração sexual

Aline dos Santos

Os condenados por exploração sexual, incluindo três políticos, recorreram da decisão da Justiça. Em dezembro do ano passado, cinco pessoas foram condenadas após escândalo em que imagens gravadas por duas adolescentes, em encontros sexuais, eram usadas para extorsão.

Conforme publicado na edição de ontem do Diário da Justiça, o juiz da 7ª Vara Criminal, Marcelo Ivo de Oliveira, recebeu os recursos de apelação do ex-vereadores Alceu Bueno e Robson Martins, do ex-deputado Sérgio Assis, do empresário Luciano Roberto Pageu e de Fabiano Viana Otero. Os recursos serão encaminhados ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

Na ocasião, o ex- vereador Alceu Bueno foi condenado a oito anos e dois meses de prisão, em regime fechado, pelos crimes de exploração sexual de vulnerável. Já o ex-deputado estadual Sérgio Assis foi condenado a seis anos, em regime semiaberto, pelo mesmo crime.

Fabiano Otero foi condenado a 11 anos e 11 meses no regime fechado. A pena seria de 23 anos e 10 meses, mas foi diminuída mediante acordo de delação premiada. Ele foi considerado culpado pelos crimes de extorsão, exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e tráfico de menor para fins de exploração sexual.

O empresário Luciano Roberto Pageu foi condenado a 21 anos, sete meses e 20 dias em regime fechado pelos crimes de exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e extorsão.

Já Robson Martins foi condenado por extorsão, com pena de nove anos e quatro meses de reclusão no regime fechado. Ele foi absolvido pelo crime de associação por falta de provas.

Crucial – O advogado Marcos Ivan Silva, que assumiu a defesa de Fabiano, discorda da condenação para o delator. “Ele se tornou o ponto crucial de toda uma investigação e recebe pena nessa quantidade. Respeito o entendimento do magistrado, mas não posso concordar. Foi uma condenação monstruosa ao ver da defesa”, salienta. Fabiano está em prisão domiciliar.

Responsável pela defesa de Robson Martins, o advogado José Roberto Rodrigues da Rosa afirma que vai manter no TJ a mesma linha de atuação. “O Robson fez trabalho de assessoria jurídica e não praticou extorsão”, afirma. O ex-vereador obteve habeas corpus e responde ao processo em liberdade. O único sentenciado preso é Luciano Pageu.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions