A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

11/08/2010 11:01

Por campanha, Assembleia pode fazer sessão segunda-feira

Redação

A Assembleia Legislativa pode concentrar as sessões ordinárias no início da semana para que os deputados possam fazer campanha eleitoral de quinta a domingo.

Hoje, os trabalhos acontecem de terça a quinta-feira. A idéia de alguns parlamentares é transferir a última sessão da semana para a segunda-feira.

Segundo o presidente da Casa, Jerson Domingos (PMDB), isso pode ser feito desde que haja acordo de líderes.

Outra proposta é realizar uma espécie de "esforço concentrado" às terças e quartas-feiras. Jerson não vê necessidade, mas admite que o ritmo de trabalho foi reduzido durante a campanha.

"A produção dos projetos cai porque os deputados estão voltados para a reeleição", declarou.

Líder do PSDB no Assembleia, Rinaldo Modesto concorda com a realização de sessões apenas duas vezes por semana. "Acho que é o suficiente e que não vai haver prejuízo aos trabalhos", afirmou.

Segundo ele, o governo tem encaminhado poucas propostas durante o período eleitoral, o que respalda a mudança no horário.

O vice-líder do PMDB na Casa, deputado Júnior Mochi, prefere que a sessão de quinta-feira seja transferida para segunda. "

A Assembleia Legislativa pode concentrar as sessões ordinárias no início da semana para que os deputados possam fazer campanha eleitoral de quinta a domingo.

Hoje, os trabalhos acontecem de terça a quinta-feira. A idéia de alguns parlamentares é transferir a última sessão da semana para a segunda-feira.

Segundo o presidente da Casa, Jerson Domingos (PMDB), isso pode ser feito desde que haja acordo de líderes.

Outra proposta é realizar uma espécie de "esforço concentrado" às terças e quartas-feiras. Jerson não vê necessidade, mas admite que o ritmo de trabalho foi reduzido durante a campanha.

"A produção dos projetos cai porque os deputados estão voltados para a reeleição", declarou.

Líder do PSDB no Assembleia, Rinaldo Modesto concorda com a realização de sessões apenas duas vezes por semana. "Acho que é o suficiente e que não vai haver prejuízo aos trabalhos", afirmou.

Segundo ele, o governo tem encaminhado poucas propostas durante o período eleitoral, o que respalda a mudança no horário.

O vice-líder do PMDB na Casa, deputado Júnior Mochi, prefere que a sessão de quinta-feira seja transferida para segunda. "

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions