A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

15/12/2014 14:32

Por falta de quórum, PT deixa para 2015 avaliação sobre aliança com Murilo

Helio de Freitas, de Dourados
Petistas presentes na reunião do diretório, que foi adiada fim de janeiro por falta de quórum (Foto: Eliel Oliveira)Petistas presentes na reunião do diretório, que foi adiada fim de janeiro por falta de quórum (Foto: Eliel Oliveira)

O PT adiou para 2015 a avaliação que seria feita no fim de semana sobre a aliança que o partido mantém com o prefeito Murilo Zauith (PSB) em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande. Por falta de quórum, a reunião marcada para sábado ficou para o fim de janeiro, conforme informou hoje ao Campo Grande News o presidente municipal da legenda, vereador Dirceu Longhi.

Segundo o dirigente, dos 33 membros do diretório, apenas 15 compareceram à reunião no plenarinho da Câmara de Vereadores. “Seriam necessários 17 para garantir o quórum. Por Isso adiamos a reunião para o fim de janeiro, sem definir a data ainda por causa das férias”, afirmou Longhi.

Com isso fica para o ano que vem a discussão interna que o partido vai fazer para decidir se mantém a aliança com a atual administração municipal, da qual faz parte ocupando duas secretarias – Assistência Social e Agricultura Familiar – ou se rompe com o atual prefeito douradense.

Defensor do rompimento, o professor universitário Reinaldo dos Santos, do chamado “PT da UFGD”, afirma que o partido precisa começar a se organizar para disputar as eleições de 2016 com candidato próprio.

Já o atual presidente do partido afirma que a campanha pelo rompimento é de uma “minoria derrotada”, numa referência à eleição interna do PT na qual venceu Reinaldo, em novembro do ano passado.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions