A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

12/12/2014 16:09

Diretório do PT se reúne amanhã para avaliar aliança com Murilo Zauith

Helio de Freitas, de Dourados

O diretório do PT em Dourados se reúne amanhã para avaliar a aliança com a administração do prefeito Murilo Zauith (PSB) e discutir os rumos do partido para 2016. A reunião será às 9h, no plenarinho da Câmara de Vereadores.

Liderado pelo professor universitário Reinaldo dos Santos, um grupo chamado de “PT da UFGD” vai defender na reunião o rompimento do partido com a administração municipal, da qual a legenda é aliada desde 2011, quando indicou como vice de Murilo a petista Dinaci Ranzi.

A aliança foi mantida em 2012, quando Murilo foi reeleito, mas o PT perdeu a vice para o PMDB, que indicou Odilon Azambuja. Atualmente o partido ocupa as secretarias de Assistência Social e de Agricultura Familiar, além de outros cargos de escalões inferiores.

Reinaldo disputou as eleições internas do PT neste ano e foi derrotado pelo vereador e atual presidente, Dirceu Longhi. Além de defender o rompimento, o “PT da UFGD” vai pedir que o partido dispute as eleições de 2016 com candidato próprio.

A última vez que a legenda concorreu à prefeitura da segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul foi em 2008, quando o professor Wilson Biasotto foi derrotado pelo então deputado estadual Ari Artuzi, morto no ano passado. Naquela disputa até lideranças estaduais do partido negaram apoio a Biasotto e pediram votos para Artuzi.

Dirceu Longhi afirma que o grupo do professor Reinaldo dos Santos tem direito de propor discussão sobre eventual rompimento com a administração municipal, mas afirmou que a aliança foi uma decisão do partido e que o PT não será pautado pela minoria. “A posição deles foi rejeitada quando perderam a eleição, mas eles têm direito de continuar reclamando”.

A posição da ala universitária do PT não encontra apoio entre os principais líderes petistas, segundo apurou o Campo Grande News. O ex-prefeito Laerte Tetila, o deputado federal Vander Loubet e o deputado estadual eleito João Grandão apoiam a permanência da aliança com Murilo. “Queremos é ampliar essa participação do PT na administração”, afirmou um petista que ocupa cargo na prefeitura.

Dirceu Longhi, presidente do partido, diz que grupo defensor do rompimento é “minoria” (Foto: Divulgação)Dirceu Longhi, presidente do partido, diz que grupo defensor do rompimento é “minoria” (Foto: Divulgação)
Reinaldo vai defender rompimento e início da discussão para candidatura própria em 2016 (Foto: Dourados Agora)Reinaldo vai defender rompimento e início da discussão para candidatura própria em 2016 (Foto: Dourados Agora)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions