ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 25º

Política

PP arquiva processo de expulsão contra o vereador Chocolate

Por Zemil Rocha e Kleber Clajus | 05/11/2013 20:01
Chocolate foi apresentar defesa e descobriu arquivamento do processo (Foto: arquivo)
Chocolate foi apresentar defesa e descobriu arquivamento do processo (Foto: arquivo)

Foi retirado o pedido de processo ético do Partido Progressista (PP) contra o vereador Waldecy Chocolate, filiado à legenda, por ter votado a favor da criação da Comissão Processante contra o prefeito Alcides Bernal, que é presidente regional da agremiação. “O pedido foi retirado. Não tem mais processo contra mim no PP”, garantiu o vereador Chocolate.

No dia 15 de outubro, após Chocolate ter votado a favor da abertura de processo contra Bernal, o presidente do Diretório Municipal do PP, vereador Derly dos Reis, o Cazuza, anunciou que haveria julgamento do colega por infidelidade partidária, o que poderia resultar na expulsão do progressista.

O processo contra Chocolate chegou a ser instaurado e ele elaborou defesa. “Quando fui apresentar a defesa no último dia, fique sabendo que o pedido de processo tinha sido retirado”, informou Chocolate.

Apesar da decisão no âmbito do PP, Chocolate garante que continua com uma posição de independência na Câmara. Ex-integrantes da base de apoio a Bernal, o afastamento em relação ao prefeito começou quando este o sondou para ser secretário municipal da Juventude e depois o deixou de lado.

Depois da votação da criação da Comissão Processante, por 21 votos a oito, Chocolate sofreu mais uma represália. Sua esposa foi demitida do cargo de confiança que tinha na administração municipal. Bernal também voltou atrás, mas a esposa de Chocolate não voltou para a prefeitura.

Ao que parece, a estratégia de Bernal é evitar conflitos e buscar com isso mais apoio para evitar a cassação de seu mandato na Câmara, onde precisa de pelo menos 10 votos para evitar a derrota derradeira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário