A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/03/2011 09:18

PPS processa vereador Mário Cesar por infidelidade partidária

Ítalo Milhomem
Vereador Mário Cesar (PPS) processado por infidelidade partidária (Foto: Arquivo)Vereador Mário Cesar (PPS) processado por infidelidade partidária (Foto: Arquivo)
Vereador Athayde Nery (PPS) presidente regional do partido (Foto: Arquivo)Vereador Athayde Nery (PPS) presidente regional do partido (Foto: Arquivo)

O diretório regional do PPS (Partido Popular Socialista) se reuniu para discutir e iniciar as comissões processantes contra membros do partido, que fizeram campanha para candidatos de outros partidos na última eleição realizada em 2010.

De acordo com presidente regional do partido, o vereador Athayde Nery, entre os “infiéis” está o também vereador da Capital, Mário Cesar, que fez campanha para candidatos a deputado estadual e federal de outros partidos.

A reportagem do Campo Grande News apurou que Mário Cesar teria feito campanha para o deputado estadual eleito, Carlos Marun (PMDB) e para Edson Girotto (PR), candidato a deputado federal também eleito no último pleito.

Nery que foi candidato a deputado estadual, não conseguiu se reeleger e aponta que vários dirigentes, prefeitos e vereadores serão investigados e se forem comprovadas as infidelidades após todo o trâmite, eles serão afastados do partido ou até mesmo expulsos.

“Se eles quiserem ficar, têm que respeitar o partido” afirmou Nery.

Athayde se diz constrangido sendo candidato e tendo o vereador Mario Cesar do mesmo partido na Capital fazendo campanha para outras legendas. “Democracia tem que ter regra” afirmou o vereador socialista.

Defesa - O vereador Mário Cesar (PPS) afirmou que descorda da postura do diretório regional em lhe investigar.

“Eu tenho uma leitura totalmente diferente disso até porque como vereador fui convocado na convenção a apoiar o Serra, (PSDB) Puccinelli (PMDB), Murilo (DEM) e Moka (PMDB). Dentro do meu partido fui procurado pelo Sergio Almeida, coordenador da campanha do Elano para deputado federal, o Diogo Tita, porque ele em ajudou em 2008 para vereador e a Agda, que foi candidata a deputada estadual em Campo Grande. Ninguém mais me procurou e eu tenho essa leitura da convenção. O próprio Athayde foi beneficiado pela coligação e pelo STF (Supremo Tribunal Federal) que diz que o voto é da coligação.

Mário Cesar afirma que o presidente regional do partido também fez acordos com candidatos de outros partidos.

“O próprio Athayde tinha acordo com o Mandetta (Deputado Federal), Fabinho Trad (PMDB). Um exemplo. Eu estou em uma reunião de outro partido e representando o partido e peço o voto pela majoritária. Fui nas reuniões que me convidaram, tanto o Tita como da Agda. Se eles entendem o contrário o problema não é mais meu. Inclusive a decisão da nacional que exigiu 30% de transferência de votos de 2008 para 2010 a municipal cumpriu . O problema é pessoal porque não conseguiram eleger o Athayde deputado por incompetência deles.

Investigações- De acordo com presidente regional do PPS, os vereadores e do prefeito de Rio Verde também estão sendo processados. Mesmo tendo várias pessoas com cargos políticos no município, a votação foi muito aquém do esperado, mostrando que eles não fizeram campanha para os candidatos do PPS.

São 17 diretórios municipais, sendo analisados e que podem sofrer intervenção e ter a diretoria dissolvida, além de 28 filiados entre vereadores, dirigentes e prefeitos do partido que serão investigados. A orientação de “caça aos infiéis” é da coordenação nacional do partido como preparação para eleições municipais de 2012.



Finalmente alguém com atitude mais sérias do que a bandalheira costumeira da política nacional. Tomara que atitudes como esta moralizem um pouco mais a política. Os caras sobem no palanque e falam uma coisa e por detrás dos panos fazem outra totalmente diferente. Se esse tal de Mario Cesar não é honesto nem com o partido dele, como será com a população???
 
carlos antonio em 29/03/2011 11:01:20
Muito bem PPS. A política tem que ter mais seriedade. Quem esta num time tem que jogar pra esse time. Os Vereadores e Deputados nunca cumprem o que dizem. Nem com o Povo nem com o Partido que estão filiados. Como melhorar a política dessa forma. E a lei a ficha limpa ? Temos que exigir também.
 
Andreia Gomes Duarte em 29/03/2011 10:52:28
Estou de acordo com Mario Cézar.
 
Jôni Coutinho em 29/03/2011 10:01:37
Olha só o Athaide esta de parabens, pois o vereador Mário César, acha que superior a tudo e a todos. Arrogante o vereador só lembra dos eleitores em tempo de campanha. Com isso espero que os mesmo prestem muita atenção no ano que vem, na campanha.
 
Francisco Arguelho em 29/03/2011 09:57:53
Infidelidade Partidária, o Presidente do Regional quer cobrar fidelidade se ele foi um dos infiel, e não quer assumir, até adesivo de carro com ele e o Geraldo tinha perto de casa, quem é infiel ao partido? quem tira foto com candidato de outro partido sem ser da coligação, ou quem ajuda sem aparecer em publico?

 
Sebastião F de Arruda em 29/03/2011 05:02:22
Conheço o Vereador Mario Cesar a muitos anos, de arrogante ele não tem nada, muito pelo contrario, ele e uma pessoa/parlamentar acessivel (como seu gabinete) competente, leal "com todos" e principalmente ele e possuidor de uma grande caracteristica: não promete o que não pode cumprir.
Seria otimo obter opnião de outros membros do PPS !!! saber se outros candidatos (mencionados pelo vereador) tem a mesma opnião do suplente athayde ?
 
Ricardo Dias em 29/03/2011 04:36:06
CONCORDO COM A POSTURA DO VEREADOR MARIO CESAR.
 
OLDEMAR BRANDÃO em 29/03/2011 04:19:25
Além de respeitar o partido, é necessário o respeito aos votos recebidos!
Que o PPS continue construindo uma nova cultura política!
Parabéns!
 
Cristiane Duarte em 29/03/2011 03:50:01
Francisco, se você o acha arrogante e que ele só lembra dos eleitores em tempo de campanha, devia conhecê-lo melhor. De onde você tirou essas conclusões? E digo mais: prestem atenção durante todo o mandato, não só durante a campanha, para vocês verem quem realmente trabalha e quem realmente só fala, promete e não cumpre. Além disso, pelos critérios expostos, o sr. Athayde também deveria ser julgado, já que supostamente apoiou candidatos que por sinal são parentes do prefeito, do qual ele foi líder quando vereador em seu outro mandato.
 
Jair Oliveira em 29/03/2011 03:39:52
Mas qual é o problema do vereador mário cesar ter feito a campanha do Marum. Ele me ajudou muito. O Marun se elegeu e é um ótimo deputado. O mário é um vereador atuante. Também ajudou o MOKA que foi muito bem votado no minha região.
 
Áurea Cardozo em 29/03/2011 02:39:14
" Aquele que não tiver pecado que atire a primeira pedra, quém diria-o que depois da denúncia do Sr.Athayde no esquema dos garis em CG,ele acabaria-o por apoiar o pmdb e ainda ocupar uma secretaria no município do pmdb"
 
jorge silva em 29/03/2011 01:11:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions