A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/08/2011 18:30

Ribas está ampliando a infraesturura, mas falta mão-de-obra para empresas diz prefeito

Marco Antonio Brito

Crescimento das indústrias de reflorestamento e siderurgia fez aumentar a oferta de vagas, que chega a quase 150 por dia

Prefeito de Ribas do Rio Pardo, Roberson Moureira (centro) esteve em visita ao Campo Grande News, sendo recebido pelo Editor-Chefe, jornalista Lucimar Couto (dir.). Prefeito de Ribas do Rio Pardo, Roberson Moureira (centro) esteve em visita ao Campo Grande News, sendo recebido pelo Editor-Chefe, jornalista Lucimar Couto (dir.).

Em visita ao Campo Grande News nesta sexta-feira (19), o prefeito de Ribas do Rio Pardo Roberson Moureira destacou os investimentos que estão sendo feitos no município para melhorar a infraestrutura viária e de saneamento básico, e os projetos que possibilitaram um salto significativo na qualidade da educação e no transporte de alunos. Roberson Moureira falou também do crescimento nas áreas de reflorestamento e siderurgia, com a implantação de novas empresas, e citou a falta de mão-de-obra para suprir as quase 150 vagas que são oferecidas diariamente.

Ribas possui atualmente uma área de 85 mil hectares de floresta de eucalipto e outros 20 mil hectares de pinus, com um crescimento anual de 10%. Duas multinacionais, ligadas ao Grupo Brascan Brookfield, já estão instaladas no município e uma terceira empresa, a Florestal Brasil, também está entrando na região. "O pasto florestal tem crescido fortemente", ressalta o prefeito, "porém, falta gente para trabalhar".

Ao mesmo tempo em que o mercado está aquecido para a mão-de-obra masculina, a Prefeitura de Ribas está trabalhando em conjunto com o Sindivest - Sindicato das Indústrias do Vestuária, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul e a FIEMS - Federação das Indústrias do Estado pela qualificação da mão-de-obra feminina. Cem mulheres já foram qualificadas nos cursos oferecidos pela parceria e outras 100, segundo o prefeito, devem se formar nos próximos 40 dias.

Mais infraestrutura - Com o crescimento industrial e, consequentemente, populacional (Ribas tem uma população estimada em 21 mil habitantes) outra preocupação da atual administração Roberson Moureira tem sido na infraestrutura da cidade. "Ribas é o segundo município em área aproveitável do Estado, o que nos permite crescer", ressalta Roberson Moureira.

Com recursos próprios e utilizando a infraestrutura da Secretaria Municipal de Obras, a prefeitura está recuperando e construindo 21 pontes, substituindo antigas estruturas de madeira, por tubulações metálicas e concreto. Cada obra custa aos cofres do município cerca de R$ 50 mil a R$ 70 mil, ressalta o prefeito, que inaugura neste sábado duas novas pontes.

A rede de esgoto também está sendo ampliada, com recursos do PAC2, e deverá atender mais de 50% da população. Hoje, apenas 30% dos moradores de Ribas do Rio Pardo contam com rede de esgoto em suas casas. "Vamos dar um salto de aproximadamente 1.300 residências para mais de 2.800 residências atendidas", enfatiza Roberson, que destaca também o crescimento na pavimentação de ruas e avenidas. A prefeitura quer chegar ao final de 2012 com quase 50% da cidade asfaltada. Para isto, está investindo em obras de quase 20 mil metros quadrados de pavimentação.

Pioneirismo em transporte escolar - Durante a visita, Roberson Moureira destacou também o pioneirismo do município na melhoria do transporte escolar, sobretudo no atendimento a alunos da zona rural. Um projeto do Executivo obriga que as empresas que prestam o serviço mantenham veículos (ônibus, vans e kombis) com no máximo 10 anos de uso. "Por conta disto, mais de 60% dos veículos utilizados atualmente são praticamente novos", destaca o prefeito.

O transporte com estudantes representa o segundo maior custo da Prefeitura de Ribas do Rio Pardo, depois da folha de pagamento, por isso a preocupação com a qualidade do e a segurança no transporte.

Paralelamente às melhorias no setor, Ribas do Rio Pardo tem elevado seu índice de avaliação educacional, o IDEB - Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Em 2009, o municipío passou a adotar um sistema de apostilas para a educação dos alunos e já no primeiro ano do programa o índice de desenvolvimento subiu 16,22%, representando um salto de 40 posições no IDEB. O município que era o 67º no ranking do Estado passou para 27º. "Nossa expectativa é subir mais 15%", ressalta o prefeito. "Queremos estar entre os 15 este ano".



sr robson pelo menos na regiao do posto mutum as criancas estao sofrendo pois tem onibus saindo da fazenda queixada, com crianca de sete anos, antes das treis horas da manha, e tem crianca qua estava indo bem na escloa, na fazenda santo andre e ja faz quase duas semanas que a van nao mais busca este aluno,incluzive o descazo e tanto que ja morreu crianca dentro de nossa fazenda que caiu do onibus escolar.
 
GERALDO MATEUS CAMPOS REIS em 28/08/2011 05:34:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions