A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/08/2012 10:00

Prefeito espera que vinda de ministro eleve recursos da União à Saúde

Fabiano Arruda e Paula Vitorino
Prefeito Nelsinho Trad diz que Capital trabalha no limite com investimentos na Saúde. (Foto: Minamar Junior)Prefeito Nelsinho Trad diz que Capital "trabalha no limite" com investimentos na Saúde. (Foto: Minamar Junior)

O prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), disse, nesta sexta-feira, esperar que a visita do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, à Capital no próximo dia 30, garanta aumento de repasses para o setor.

Segundo Trad, a Prefeitura trabalha “no limite” com os recursos para gerir a saúde pública. “Apesar dos nossos indicadores serem acima do exigido”, disse sobre a verba destinada ao setor estar acima do percentual determinado constitucionalmente.

O secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, revelou que vai fazer, juntamente com a secretária estadual, Beatriz Dobashi, outras reivindicações ao ministro.

Entre elas estão o reforço pela verba de R$ 3 milhões mensais para atender a rede de urgência e emergência na Santa Casa de Campo Grande.

O recurso está liberado e só aguarda a liberação, informa Mazina. A quantia é vista como solução para cobrir o déficit mensal do hospital.

Outra reivindicação, conforme o secretário, é para o aumento do teto do SUS ao Hospital do Câncer. Ele, porém, não soube precisar valores.

Agenda - Padilha estará em Campo Grande no fim do mês para assinatura de contrato de ações de saúde, previsto na regulamentação da lei do SUS.

O termo vai pontuar as responsabilidades da União, Estados e municípios no setor e tentar melhorar a gestão. Será uma forma, segundo Mazina, de evitar que “tudo caia na cabeça” das Prefeituras.

O convênio será celebrado durante o encontro de secretários municipais de Saúde no Estado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions