A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

28/04/2014 16:46

Prefeito vai apostar no ISS e ITBI para elevar receita em R$ 300 milhões

Josemil Arruda
Gilmar Olarte quer aumentar a arrecadação para dar reajuste a servidores (Foto: Cleber Gellio)Gilmar Olarte quer aumentar a arrecadação para dar reajuste a servidores (Foto: Cleber Gellio)

O prefeito Gilmar Olarte (PP) vai apostar em dois tributos municipais, o ISS (Imposto Sobre Serviços) e o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis Intervivus) para elevar este ano a arrecadação municipal em R$ 300 milhões e conseguir fazer face ao reajuste de 18,3% para os professores da Rede Municipal de Ensino, a ser concedido na data-base de maio. Outra vertente é a busca de aumento de repasses do governo do Estado, quanto a ICMS principalmente, e da União.

Embora o IPTU seja o principal imposto de Campo Grande, a Secretaria Municipal de Receita (Semre) não vê possibilidade de majoração para este ano. “IPTU é só para o ano que vem. A lei deste ano já está em vigor”, explicou o secretário adjunto de Receita, Antônio Roberto Gomes, lembrando que o ano já está quase na metade e que a meta de R$ 300 milhões implicaria aumento mensal de R$ 25 milhões na arrecadação multiplicado por doze.

Segundo ele, é possível que a Prefeitura de Campo Grande aumente a receita anual em R$ 300 milhões, “mas não neste primeiro momento”. Gomes explicou que a Semre ainda está em fase de estudos, planejamento e viabilidade para adotar medidas tendentes à elevação da arrecadação tributária. Garante, porém, que essas ações, quando forem adotadas, “não vão causar tanto impacto para os contribuintes”.

Além disso, a busca do incremento da receita municipal, conforme o adjunto, passa pelo apoio de outras secretarias municipais como a de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic) e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico (Semadur). No caso desta última, a gestão passada travou a liberação de grandes obras na cidade e inibindo a arrecadação do ISS. Esta manhã, o prefeito Gilmar Olarte disse que não foram liberados os alvarás para a construção de sete torres de apartamentos e da segunda torre de um hotel na Avenida Afonso Pena.

ITBI e ISS - O secretário-adjunto de Receita considera que há ainda “muito espaço para crescimento tributário” em Campo Grande, principalmente no ITBI. “Estamos estudando um reajuste na planta de valores específica para o ITBI. Hoje é utilizada a planta do IPTU”, apontou ele.

Antônio Roberto Gomes informou que a mudança deve representar um grande avanço na receita do ITBI, mas preferiu não apontar uma estimativa de incremento. Segundo ele, a nova modalidade de planta de valores já existe nas grandes cidades, como São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG).

Quanto ao ISS, o secretário-adjunto revelou que será possível fomentar a receita do ISS a partir de informações que estão sendo buscadas nas grandes operadores de cartões de crédito, como Master e Visa.

“Vamos ter acesso às informações de quanto cada estabelecimento prestador de serviço recebeu via cartão de crédito”, explicou Gomes, observando que o acesso a esses dados garantirá um “grande salto” no nível de informação tributária para confrontar com dados informados pelos contribuintes da área de serviços.

Câmara vai homenagear 84 pessoas em sessão do aniversário de 118 anos
A Câmara Municipal de Campo Grande vai homenagear 84 pessoas em sessão solene na próxima quarta-feira (dia 23). Na ocasião, a partir das 19h, serão ...
Moreira Franco: MP das Rodovias dará segurança jurídica e resolverá problemas
O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, afirmou que a MP das Rodovias vai garantir condições de investimento nas concessões at...



SUGESTÃO PRO PREFEITO AUMENTAR A ARRECADAÇÃO : ABOLIR OS SALÁRIOS DE TODOS OS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS,VEREADORES E SEU PRÓPRIO ! IMAGINA QTO DINHEIRO SOBRARIA PRA FAZER AS OBRAS QUE NECESSITAM E DAR AUMENTO DE SALÁRIO A QUEM REALMENTE MERECE !
 
SERGIO HIDEO MOLICAWA em 28/04/2014 18:58:34
Outra saída que o prefeito poderia viabilizar, a qual ele seria o primeiro politico com coragem para tal, é criar o ISD (Imposto sobre Dizimo) toda a igreja que arrecada dá uma porcentagem ao municipio, já não pagam IPTU, não pagam nada e arrecadam, vamos dividir a fatia como todos nós fazemos, se eu vendo boi eu tenho que dar um pedaço dele pro governo, se eu vendo milagre, nada mais justo que tambem compartilhar com o governo. Ou não?
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 28/04/2014 17:09:32
Acho que o prefeito tinha que apostar nele mesmo, na sua administração e competencia de trazer novos negocios pra cidade, e não ferrar com uma classe pra dar aumento a outra.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 28/04/2014 17:06:48
Trabalhadores autonomos, preparem-se para bancar o aumento do salario dos professores municipais.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 28/04/2014 17:06:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions