A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

21/02/2011 08:49

Prefeito considera Morenão viável para shows, mas quer ouvir empresários

Fabiano Arruda e Ricardo Campos Jr.

Trad se reúne com produtores de evento da Capital nesta segunda

Prefeito entrega kits escolares nesta segunda. (Foto: João Garrigó)Prefeito entrega kits escolares nesta segunda. (Foto: João Garrigó)

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), disse nesta manhã, durante entrega de kits escolares, que considera o estádio Morenão uma opção viável para realização de shows, após a decisão judicial que proibiu eventos musicais no Parque de Exposições Laucídio Coelho.

No entanto, ele afirmou que pretende ouvir a opinião dos promotores de evento sobre a viabilidade do estádio como palco de eventos.

O prefeito se reúne hoje, às 17h30, com os promoters para discutir o assunto.

A Prefeitura de Campo Grande, por meio do procurador do município, Ernesto Borges, já realizou, na semana passada, vistoria no estádio para verificar “de perto” a estrutura, como arquibancadas, banheiros e demais espaços.

“Estrutura não é o problema. Triste é a cidade que não tem um estádio como este”, disse o procurador, na ocasião.



VAI PRA CASA DORILEU !!!!!!!!!!!
 
Gilmar candido em 22/02/2011 12:27:04
Srº prefeito, atenda às reivindicações dos artsitas que estão reivindicando o 1% para a cultura, sancionada pela sua caneta e tbém a abertura dos espaços destinados à area cultural!
 
caciano lima em 21/02/2011 12:28:34
Respeitem o Futebol 11.
 
Oscar Rangel Ayala em 21/02/2011 11:40:16
é lamentavel oque fazem com o futebol sul mato grossense,,,Já acabaram com os clubes,depois acabaram com os campos de futebol 11 nos bairros,depois acabaram com o gadia e agora querem acabar com o futebol no morenão. Quando que alguem nessa cidade vai defender o nosso futebol??? quando algum politico vai salvar ou pelo menos lutar por esa classe há muito tempo abandonado???
 
micheli brishinki em 21/02/2011 10:18:25
Perdemos a copa do mundo por prepotencia do governador, jardim e bonito esta perdendo a cada ano mais turistas pelas cada vez mais proibições, proibido som, proibido levar bebida dentro dos balnearios, proibido colocar colchao inflavel na agua, proibido, proibido, proibido..., agora seremos a primeira capital do brasil, quiçá do mundo, a ter uma exposição agropecuaria sem shows, ja pensou se a moda pega, "BARRETAO 2011 NAO TERA SHOWS", "A abertura da Fenagro não contará com shows", "Festa da linguiça de Maracaju não tera shows em 2011"; Cá entre nos tem alguns titulos que nosso estado nao merece carregar!!!!!!
 
Dorileu Vilassante Romero em 21/02/2011 09:30:02
Eu acho que os shows deveriam continuar no Laudicio,simplesmente ´poderiam alterar horario, ao inves de começar os shows a 01:00 da manhã, começariam as 18:00hs com previsão de término para 23:00hs, não pertubariam a vizinhança, evitaria tantos adolescentes de madrugada na rua e a familia poderia usufruir do evento sem preocupação com o horario. Ou seja, fazer igual aos shows no Parque das nações. Tá opinado.
 
Aparecida Pontes em 21/02/2011 09:25:56
Kakakakaka, esses promotores de evento estão com os dias contados! Tbém né: ganham muito às nossas custas e não dão retorno nenhum! Usam espaços públicos para ganhos privados e querem se achar ainda! Mas olha só, o prefeito poderia receber tbém os artistas que estão reivindicando o que lhes é de direito, garantido em lei!
 
eduardo campos em 21/02/2011 09:24:58
Vamos lá então ajudar o Senhor Prefeito:
Questões:
1) Qual o "negócio" da ACRISSUL? > É promover o negócio rural ou alugar o espaço para eventos?
2) Qual o "negócio" da EXPOGRANDE? > É para incrementar e aproximar produtores da indústria como um todo, ou promover shows?
3) SE... e digo SE o negócio é alugar o espaço ou promover shows > O mesmo (espaço) é viável do ponto de vista empresarial? Equipado com as devidas acomodações necessárias face a legislação vigente no que diz respeito aos códigos do consumidor?, acessibilidade? Socorro de Urgência? Policiamento? etc...etc..
Ou ainda continua apenas o blá, blá, blá?
Imaginem juntar esses pedintes do governo com o pessoal do Operário? . vixê maria...........
 
Orlando Lero em 21/02/2011 09:18:48
Caramba!
Acabaram primeiro com o Estádio Belmar Fidalgo para construir uma "praça esportiva", depois foi o Estádio Elias Gadia do meu Taveirópolis, agora querem fazer o Morenão uma casa de shows?
Aaaaaahhhh Senhor... tenha dó!!! Já não basta os dirigentes que o futebol de MS tem, ainda vem os políticos fazerem essas "cacas" para acabar com o futebol daqui?
E ainda tem o disparate de dizer que apóia o esporte... desde quando caminhada é esporte? Caminhada é atividade física.
Desse jeito, Campo Grande nunca vai ter um espaço pra shows decente...
 
Antônio Marcos Alencar em 21/02/2011 09:12:22
Se ocorrerem realmente shows no morenão com venda de bebidas alcoólicas a comunidade acadêmica vai exigir que o mesmo seja valido para as festas universitárias DENTRo do CAMPUS novamente. Presta atenção Célia!!!!
 
Raimundo Nonato em 21/02/2011 08:39:17
Orlando...sábio guru estou ficando seu Fã.....Sabe tudo MESTRE!!!!

Alguém ja tem alguma informação da reunião dos PROMOTERS.....com O PREFEITO...
 
Gilmar candido em 21/02/2011 08:36:51
Senhor prefeito, por favor, ouça a população que reside na região do Morenão e esta com certeza lhe dirá que ñ concorda em ficar acordada até altas horas em decorrência de shows regados a som excessivamente alto e depredação de áreas públicas em sua região. Como moradora do Jdm Paulista ñ aprovo perder minhas tão sossegadas noites de sono. Reafirmo, ouça aqueles que poderão elegê-lo na próxima eleição.
 
Maria Onara em 21/02/2011 07:01:14
Que absurdo, não da corda pra esse povo não prefeito, a justiça ja deu seu parecer 'chega'. Agora vão perturbar os moradores em volta do morenão, produtores de eventos duplas sertanejas,similares se tocam entram dentro de um saco e vão pra outro estado
 
alexandre prado em 21/02/2011 06:23:26
A população que reside ao redor da Agrissul tem toda razão, pagam todos os impostos e merecem respeito e ainda mais que tem direito. Infelizmente não temos um local apropriado para shows, mas não é problema da população e sim de quem promove, pois quem lucra são eles. Quem já frequentou para levar os filhos sabe a falta de respeito e consideração que é da parte deles, marcam shows para 10:30 e começam as 2.00 da madrugada,como se ali tivesse o minimo de conforto, enquanto isso os adolescentes menores consomem bebidas alcolicas livremente, sem problema algum. Se vc. deixa seu filho menor ir num show sozinho e acontece alguma coisa o pai é o responsavel e ai de quem é a responsabilidade se o menor não pode entrar sozinho após as 23:00hs, sem falar da falta de comodidade para assistir os shows, camarotes são vendidos mais ingressos do que o permitido, sem se preocuparem com o perigo de desabar tudo, pois alem de tudo a estrutura é precaria. Isso acontece porque infelizmente não há fiscalização da justiça. Até que enfim estão tomando alguma providência, fazendo com que a população seja respeitada, pois são classe trabalhadora e merece respeito. Se a justiça resistir a pressão PARABENS
 
MARTA M C LIMA em 21/02/2011 03:29:19
Já dizia minha avó! Melhor ouvir besteria que ser surdo. Ninguém é contra shows e sim no local onde ele é realizado hoje. Garando que se fosse vizinho de quem reclama o posicionamento seria outro. Queremos Jardim e Bonito para nossos netos, bisnetos, etc. Quem não cuida do que tem hoje não garante o futuro. Campo Grande merece se organizar, ter um local apropriado para shows e exposições, pois a cidade cresceu e não é mais a mesma vila de "70" anos atrás. O Morenão é paleativo, mas resolve momentaneamente. Os "donos" da ACRISSUL são ricos, e o povo de Campo Grande merece coisa melhor que piso de chão batido e falta de estrutura como estacionamento, banheiros, camarote, etc. etc. etc.
 
Carlos Alberto em 21/02/2011 02:19:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions