A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

22/04/2014 09:53

Prefeitura tem 48 horas para evitar despejo de vereadores na Capital

Kleber Clajus
Câmara Municipal pode mudar de local se desapropriação não avançar nesta semana (Foto: Cleber Gellio)Câmara Municipal pode mudar de local se desapropriação não avançar nesta semana (Foto: Cleber Gellio)

A Prefeitura de Campo Grande tem prazo de 48 horas para evitar o despejo dos 29 vereadores do prédio da Câmara Municipal. Desapropriado em março, o imóvel ainda não teve indenização definida com a Haddad Engenheiros Associados e acumula R$ 17 milhões em alugueis atrasados. O prazo para negociação encerra na quinta-feira (24).

De acordo com o advogado da Haddad, André Borges, mesmo com prazo apertado os sócios da empresa estão confiantes de que o Executivo resolva o impasse. Isso porque o decreto de desapropriação assinado no dia 10 de março, pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP), foi apenas o início do processo. A próxima etapa, ainda pendente, envolve determinar a indenização a ser paga pelo imóvel, avaliado pela Haddad em R$ 30 milhões.

Neste contexto, o prazo para um possível despejo foi estabelecido pelo juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública, Nélio Stábile, que considerou a notificação da Câmara Municipal, em 22 de outubro do ano passado, para o início da contagem de 180 dias.

“O processo está na mão do juiz, que determinou que retornasse no dia 22 para seu gabinete. Na quinta-feira ele irá decidir pelo despejo ou não", avalia Borges.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Mario Cesar (PMDB), “não há tensão” sobre o tema no Legislativo, que devolveu no ano passado R$ 7,238 milhões do duodécimo para auxiliar nas negociações. O peemedebista também diz ter “certeza” de que a questão será resolvida pelo prefeito Gilmar Olarte (PP).

Na semana passada, o secretário de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Pimentel, confirmou que a PGM (Procuradoria Geral do Município) está dando continuidade ao processo de indenização. O objetivo é fechar um pacote que envolva o valor do prédio e dos alugueis atrasados. A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo) estaria responsável pela avaliação do imóvel.




Nossa que vergonha senhores VEREADORES, NÃO PAGA AS CONTAS NÉ!!!
Quem vai pagar? R: A POPULAÇÃO COM SEM IMPOSTO MAIS UM VEZ, ENQUANTOS NOS POSTOS DE SAÚDE SEM NADA, SANTA CASA SEM NADA.. 30 MILHOES AJUDA É MUITO NÉ...
 
Silvio A.A Silva em 22/04/2014 13:25:03
R$ 30 milhões daria pra reformar toda região e a rodoviaria antiga e ainda sobraria dinheiro , mais esses vereadores quem estar onde esta a elite e o pior que tem ums que mau saber ler , afffff isso brasil !!!!!!!!!!!!!!!!!
 
jonas nunes dos santos em 22/04/2014 12:30:04
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions