A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

07/03/2019 13:32

Prefeitura tenta agilizar R$ 50 milhões para colocar fim às enchentes

Reunião ocorreu no Ministério do Desenvolvimento nesta quinta-feira (dia 7)

Mayara Bueno
Prefeito Marquinhos Trad, à esquerda, com a ministra Tereza Cristina e o ministro do Desenvolvimento, Gustavo Canuto. (Foto: Divulgação/PMCG).Prefeito Marquinhos Trad, à esquerda, com a ministra Tereza Cristina e o ministro do Desenvolvimento, Gustavo Canuto. (Foto: Divulgação/PMCG).

Em Brasília nesta quinta-feira (dia 7), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), e a coordenadora da Central de Projetos, Catiana Sabadim, pleiteiam o repasse de R$ 50 milhões, destinados a obras de drenagem.

“Nós viemos trazer os projetos que Campo Grande precisa para contenção de enchentes. O ministro [do Desenvolvimento, Gustavo Canuto] pediu para oficializarmos o pleito, mostrando o que ocorreu na última chuva forte”, explicou a coordenadora.

Com a documentação, que deve ser apresentada na semana que vem, o ministro tentará inserir o pedido na Defesa Civil, ligada ao Ministério do Desenvolvimento, inclusive colando o caso de Campo Grande como situação de emergência. O objetivo é tentar agilizar o repasse da verba.

Com o dinheiro em mãos, o projeto prevê a construção de bacias de contenção: duas na região do Prosa, duas no Segredo, uma Imbirussu e uma no Serradinho. Segundo a Prefeitura de Campo Grande, as bacias terão capacidade para reter 204 milhões de litros de águas pluviais.

As áreas cuja previsão de obra é maior são lugares que mais cresceram e apresentam problemas de enchentes. A reunião contou com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina (DEM/MS).

Detalhamento – Na Bacia do Prosa, o projeto prevê uma bacia de detenção com capacidade para 5 milhões de litros, que seria construída no Córrego Vendas (entre as ruas dos Vendas e a Rua Antônio Oliveira Lima).

Está prevista uma bacia de amortecimento no Córrego Sóter (entre as Ruas Antônio Rahe e Rio Negro), com capacidade para 56 milhões de litros. Na Bacia do Segredo, a previsão é a construção de outra com 55 milhões de litros, entre as Ruas das Balsas e Verediana e uma bacia de detenção off-line no Córrego Cascudo, para 15 milhões de litros, entre as ruas Pio Rojas e São Leopoldo.

No Córrego Imbirussu, entre as Ruas Nipoã e Avenida Florestal, está programada uma barragem com capacidade para 28 milhões de litros para desempenhar dupla contenção de cheias e retenção de sedimentos. No Córrego Serradinho, que é da mesma bacia hidrográfica, é necessária a construção de uma barragem de amortecimento entre as Ruas Petrolândia e Dona Paula Mariana, com capacidade para 45 milhões de litros.

As obras que serão realizadas impactam 35 bairros de Campo Grande, o que representa população de 352.061 habitantes.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions