A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Julho de 2018

24/11/2017 10:06

Prefeitura terá central para contribuinte escolher onde pagar taxa de lixo

Prefeito Marquinhos Trad disse que vai disponibilizar este central de atendimento

Leonardo Rocha e Mayara Bueno
Marquinhos falou sobre a taxa do lixo durante agenda na Escola Danda Nunes (Foto: Mayara Bueno)Marquinhos falou sobre a taxa do lixo durante agenda na Escola Danda Nunes (Foto: Mayara Bueno)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) revelou nesta manhã (24), que vai criar uma "central de atendimento", para que o cidadão informe onde quer pagar a "taxa do lixo", inclusive se deseja um boleto separado.

Este canal vai ficar disponível, para que a cobrança seja feita neste novo modelo, em 2019, já que no ano que vem, ainda vai vir na conta de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

Também voltou a dizer que a forma de cobrança será diferenciada, levando em conta a região da cidade onde a pessoa mora, o tamanho do seu terreno e se o local se trata de uma área residencial, comercial e industrial. Atualmente se leva em conta apenas onde o cidadão reside na Capital.

Para o prefeito "quem produz menos, vai pagar menos". A mudança na da taxa de lixo foi aprovada ontem (23), na Câmara Municipal, por 25 votos a 3, em regime de urgência. A intenção é retirar esta cobrança da conta do IPTU, já que é cobrada uma única vez no ano e tem mais inadimplência.

Com a a taxa de lixo sendo incluída em outra conta mensal, além de o cidadão pagar de forma fracionada o valor, durante os 12 meses, segundo a prefeitura municipal, 60% da população irá pagar menos pelo serviço.

Outra novidade que foi aprovada ontem, por meio de duas emendas, é que a cobrança poderá ser "casada" com a taxa de água, luz ou outro serviço, ou por meio de um boleto separado.

Recomendação - Sobre a recomendação do MPE (Ministério Público Estadual) para que esta taxa (lixo) não seja incluída na tarifa de água, por poder trazer danos e transtornos aos consumidores, Marquinhos criticou o posicionamento, citando que já existem outros municípios no Estado, que já fazem neste modelo.

"Para mim há uma incoerência e uma confissão de inércia muito grande do Ministério Público, pois isto já ocorre em várias cidades do Estado, como Jardim, Bonito e Guia Lopes", disse o prefeito, durante agenda na Escola Municipal Danda Nunes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions