A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

19/02/2015 12:13

Presidência da CCJR segue indefinida, José Carlos Barbosa favorito

Leonardo Rocha
Integrantes da CCJR ainda não definiram presidência, mas José Carlos Barbosa segue como favorito (Foto: Assessoria/ALMS)Integrantes da CCJR ainda não definiram presidência, mas José Carlos Barbosa segue como favorito (Foto: Assessoria/ALMS)

Os integrantes da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) não decidiram quem vai presidir a comissão, mesmo que de acordo com eles, o encaminhamento mais provável é a escolha de José Carlos Barbosa (PSB) para o comando. As demais comissões foram apresentadas na sessão de hoje (19), com seus respectivos presidentes e vices.

O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (PMDB), solicitou aos integrantes da comissão que se reúnam e apresentem a decisão sobre a presidência na próxima sessão ordinária, que irá acontecer na terça-feira (23), na semana que vem. Ele ainda incubiu Maurício Picarelli (PMDB), citado como o mais experiência da turma, para articular o grupo para decisão.

Os deputados até sugeriram que poderiam ter uma reunião após a sessão de hoje, mas resolveram deixar para depois, em função de impasse sobre um consenso. "Não decidimos ainda, mas me parece que o (Maurício) Picarelli vai ceder para o (José Carlos Barbosa) Barbosinha", disse Lídio Lopes, que é um dos postulantes ao cargo.

Flávio Kayatt (PSDB) também ponderou que pelo "andar da carruagem", a presidência se encaminha ao deputado do PSB. "O Lídio (Lopes) se sentiu desprestigiado, ele gostaria de ser o presidente, até pela visibilidade da função, mas caminha para ser o Barbosa", disse ele.

Já José Carlos Barbosa foi mais comedido, ressaltando que está pedindo o apoio de todos, mas não pode cravar que será o escolhido. "Estou tranquilo, acredito que seria interessante que neste momento houvesse um consenso, até para não precisar de disputa, quero ser presidente, mas não é a minha razão principal, já que esta é a boa execução do meu mandato".

O deputado do PSB segue como favorito por conseguir o apoio dos colegas, do executivo estadual e até com a cedência por parte de Maurício Picarelli (PMDB). Sobre este apoio, o líder do governo, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB), desconversou, dizendo que esta é uma decisão "interna" e que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não interfere na escolha.

Comissões - Na semana passada foram definidos os integrantes da 15 comissões do legislativo e 11 presidências. Na sessão de hoje (19), após articulações entre os partidos, houve algumas mudanças e a definição de mais três comissões.

Na Comissão de Finanças saiu Antonieta Amorim (PMDB) e entrou Renato Câmara (PMDB), que inclusive vai ser o presidente, tendo João Grandão (PT) como vice. No Acompanhamento de Execução Orçamentária, Grazielle Machado (PR) ficou com a presidência, tendo Renato Câmara como vice. Na Comissão de Obras e Transporte, saiu Renato Câmara (PMDB) e entrou Antonieta, que irá presidir a área, tendo Amarildo Cruz (PT), como vice.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions