A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

12/03/2019 18:02

Presidente do Paraguai confirma construção de 2ª ponte na fronteira com MS

Além da estrutura em Porto Murtinho, Mario Abdo Benitez informa ao presidente Jair Bolsonaro projeto de ligação viária sobre o Rio Apa

Humberto Marques
Autoridades brasileiras e paraguaias discutem projeto apresentado pelo senador Nelsinho Trad (primeiro a esquerda) sobre segunda ponte entre o Estado e o Paraguai. (Foto: Luis Carlos Campos Sales/Divulgação)Autoridades brasileiras e paraguaias discutem projeto apresentado pelo senador Nelsinho Trad (primeiro a esquerda) sobre segunda ponte entre o Estado e o Paraguai. (Foto: Luis Carlos Campos Sales/Divulgação)

Além de uma ponte entre as cidades de Porto Murtinho e Carmelo Peralta, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benitez, anunciou a construção de uma segunda ligação viária entre Mato Grosso do Sul e o país vizinho. Além da ponte sobre o Rio Paraguai, anunciada em acordo com a Itaipu Binacional, Benitez confirmou nesta terça-feira (12) ao presidente Jair Bolsonaro uma estrutura entre Porto Murtinho e a cidade de Vallemy, no valor de R$ 25 milhões.

A expectativa é de que as duas pontes sejam construídas em um prazo de cinco anos, segundo Benitez, que cumpriu agenda em Brasília, colocando Mato Grosso do Sul no centro de um corredor econômico na América do Sul. O presidente paraguaio sustentou, junto a Bolsonaro, o acordo binacional firmado em dezembro de 2018, em Foz do Iguaçu (PR), para a construção da ponte entre Murtinho e Carmelo Peralta. E anunciou oficialmente a segunda, sobre o Rio Apa.

“Foi uma agenda extremamente positiva para nosso Estado, que se tornará competitivo e desenvolverá outros segmentos, como o turismo”, destacou o secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, segundo quem as pontes fortalecerão a integração econômica entre os países e consolidará a rota comercial entre Mato Grosso do Sul e os portos chilenos.

Ainda segundo o secretário sul-mato-grossense, “com um discurso desenvolvimentista e proposta de uma economia liberal, o presidente paraguaio falou muito sobre novos desafios nas relações entre Brasil e Paraguai, o que chamou de fortalecimento da nossa conectividade, e considera estratégica também a construção da ponte sobre o Rio Apa, que terá recursos do orçamento do governo paraguaio e a construção se dará concomitantemente à do rio Paraguai”.

Ponte entre Murtinho e Carmelo Peralta foi confirmada em encontro entre presidentes. (Foto: Arquivo)Ponte entre Murtinho e Carmelo Peralta foi confirmada em encontro entre presidentes. (Foto: Arquivo)

Realinhamento – No encontro, Bolsonaro também destacou a disposição de realinhar o país com parceiros na América Latina, principalmente o Paraguai, também ratificando o acordo firmado em Foz do Iguaçu, que inclui uma ponte entre aquele município e o país vizinho, já licitada, no valor de R$ 280 milhões.

Já a estrutura entre Porto Murtinho e Carmelo Peralta depende, ainda, de estudos ambientais, a serem conduzidos pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). Benitez confirmou que, assim que forem contratadas as etapas finais da pavimentação entre Carmelo Peralta e a fronteira com a Argentina, o próximo passo será licitar a ponte, que terá 500 metros de extensão.

A travessia deve ser concluída em 2024, ajudando a intensificar exportações do Estado em direção ao Paraguai, Argentina e Chile, consolidando a rota bioceânica –que ligará os oceanos Atlântico e Pacífico– e deve incrementar a economia do Estado em US$ 50 milhões (cerca de R$ 200 milhões) já no seu primeiro ano de atividade, conforme estimativas do Setlog-MS (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Estado).

Já o governo estadual estima que, em cinco anos, Mato Grosso do Sul será um polo concentrador do comércio da América Latina, graças à ligação entre os portos de Santos (SP) e Antofagasta (Chile), tornando-se competitivo mundialmente e encurtando distâncias da produção local com outros mercados, principalmente o asiático.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions