A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

05/06/2015 15:47

Presidente do PMDB é taxativo e diz que André não será candidato

Lidiane Kober
Segundo Mochi, André foi taxativo ao afastar candidatura (Foto: Divulgação)Segundo Mochi, André foi taxativo ao afastar candidatura (Foto: Divulgação)

O presidente regional do PMDB, deputado estadual Júnior Mochi, não trabalha com a possibilidade de o ex-governador André Puccinelli (PMDB) voltar atrás e concorrer à Prefeitura de Campo Grande. Segundo ele, o correligionário foi “taxativo” e disse que não há chance de disputar o pleito.

“O André elencou os seus motivos e afirmou taxativamente que não é candidato”, contou Mochi. “Por isso, estamos buscando outras alternativas”, emendou.

Questionado se acredita que o ex-governador pode voltar atrás, o deputado não demonstrou otimismo e fez comparação. “No ano passado, ele dizia que não seria candidato a senador e ninguém acreditou, no final, vocês viram que ele não foi”, lembrou.

Na última reunião, o PMDB anunciou que pesquisas de opinião pública vão indicar o candidato a prefeito da agremiação. A decisão trouxe mais uma vez à tona a possibilidade de Puccinelli tentar um terceiro mandato, já que lidera a corrida eleitoral, conforme pesquisas preliminares.

O segundo melhor posicionado é o deputado estadual Marquinhos Trad, que estuda deixar o PMDB por acreditar que, na última hora, o partido não o escolherá como candidato.

Também são pré-candidatos pela legenda o deputado federal Carlos Marun (PMDB), a deputada estadual Antonieta Trad (PMDB) e os vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Mário Cesar (PMDB).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions