A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/09/2016 15:54

Procurador diz que Petrobras era "galinha dos ovos de ouro" de Lula

Ricardo Campos Jr.
Procurador narra os resultados da Lava Jato que envolvem Lula (Foto: reprodução)Procurador narra os resultados da Lava Jato que envolvem Lula (Foto: reprodução)

A Petrobras, que chegou a responder por 75% dos investimentos federais, era a “galinha dos ovos de ouro” do esquema de corrupção liderado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segundo o procurador do Ministério Público Deltan Dallagnol. Ele afirma que o ex-presidente era o centro do grupo criminoso e os demais membros “eram substituíveis”.

Isso porque os desvios continuaram mesmo após a saída de José Dirceu do governo Lula em 2005. O fato revela que a chefia do esquema era alguém acima dele. Por outro lado, o fato de Lula ter enriquecido ilicitamente prova que mais do que saber, ele tinha um papel central na “propinocracia”, como definiu Dallagnol em entrevista nesta quarta-feira (14).

Além disso, o procurador retoma o mensalão, que terminou com a condenação de várias pessoas próximas ao líder petista, como Delúbio Soares, Silvio Pereira, José Genoíno, Waldemar Costa, Roberto Jefferson, João Paulo Cunha e José Borba, para dizer que o fato serviu como peça para o quebra-cabeça que culminou na Lava Jato.

Dallagnol deixa claro que não está retomando o esquema já denunciado e processado pela Justiça para dizer que Lula deveria ter sido penalizado, mas para mostrar que trata-se de esquema feito pelo mesmo governo e partido do que os crimes investigados agora.

O procurador afirma que o ex-presidente recebeu R$ 3,7 milhões e garante que há 14 conjuntos de provas contra ele. As investigações mostram que todo o esquema movimentou R$ 6,2 bilhões, gerando à Petrobras um prejuízo de R$ 42 bilhões. O esquema ilegal se estendia a outras empresas e órgãos públicos, como Eletrobras, Caixa Econômica e os ministérios do Planejamento e da Saúde.

A situação gerou um esquema que o procurador chamou de “propinocracia”. Ele ressalta que Lula é a “peça central” da Lava Jato e pede o bloqueio de R$ 87 milhões e ressarcimento de mais R$ 87 milhões.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions