A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

04/02/2014 13:33

Prorrogada por 30 dias, CPI da Homex ouve na quinta-feira empresa e Caixa

Kleber Clajus
Representantes da Homex e Caixa serão ouvidos na quinta-feira na Câmara (Foto: Cleber Gellio / Arquivo)Representantes da Homex e Caixa serão ouvidos na quinta-feira na Câmara (Foto: Cleber Gellio / Arquivo)

Foram prorrogados por mais 30 dias, nesta terça-feira (4), os trabalhos da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Homex. A decisão considera ainda dar uma nova oportunidade para representantes da construtora mexicana, além de ouvir a Caixa Econômica Federal antes da conclusão do relatório.

De acordo com o relator da CPI, vereador Carlos Augusto, o Carlão (PSB), já estão previstos para quinta-feira (6), às 14h, o depoimento de representantes da Homex e Caixa. A audiência ocorre no Plenário Edroim Reverdito, na Câmara Municipal.

Na semana passada, a construtora não enviou representante para depor em audiência agendada desde 22 de janeiro. A justificativa apresentada pela advogada da Homex, Raquel Malheiros, foi de que não houve tempo hábil para preparar as informações solicitadas pelo Legislativo.

Para Otávio Trad (PT do B), é imprescindível a empresa explicar o calote dado ao não entregar 272 apartamentos, em empreendimento habitacional no Bairro Paulo Coelho Machado.

“Queremos ouvi-los a qualquer custo. Se não for de forma consensual, por via judicial. Isso porque todas as situações apontam para que a Homex seja responsável do calote que ocorreu de forma premeditada”, pontua Otávio.

Carlão também esclarece que a ampliação do prazo se deu porque documentos, mantidos em sigilo pela Caixa, foram solicitados por via judicial.

Histórico - Das três mil casas que a Homex se propôs a construir na Capital, a empresa vendeu 700, mas não entregou 272. A construtora também é acusada de calote de R$ 24 milhões com fornecedores, com processos iniciados em 2012 e 2013. No período, teria recebido R$ 50 milhões.

A fim de resolver o impasse, a Caixa Econômica Federal contratou em setembro a empresa VBC Engenharia Ltda para dar continuidade às obras dos 272 apartamentos abandonados em fase de construção e adquiridos através do Programa Minha Casa Minha Vida. Já em dezembro, a nova construtora realizou levantamento sobre os materiais necessários e no dia 6 de janeiro iniciou os trabalhos, avaliados em R$ 3,8 milhões. O cronograma de obras tem previsão de entrega para o primeiro semestre de 2015.

Após calote da Homex, prefeitura assume construção de colégio e de UBSF
Quando se instalou em Campo Grande, a construtora mexicana Homex acordou com a Prefeitura que iria dar diversas contrapartidas. Entre as obras promet...
Homex dá "cano" em CPI da Câmara e não comparece a depoimento
A construtora mexicana Homex faltou ao depoimento na Câmara Municipal de Campo Grande e deu “cano” na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que a i...
Vereador descobre “novos fatos” e pedirá prorrogação da CPI da Homex
O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Homex, da Câmara Municipal, Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), afirmou hoje (29) que p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions