A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/10/2014 21:23

PSB fecha hoje e Nelsinho Trad oficializa amanhã apoio a Reinaldo

Eduardo Penedo

As principais lideranças do PSB (Partido Socialista Brasileiro) estão reunidos, neste momento, na casa da ex-secretária de Produção do Governo André Puccinelli e candidata eleita a deputada federal, Teresa Cristina Corrêa da Costa, para anunciar ao candidato Reinaldo Azambuja (PSDB) apoio a sua candidatura no segundo turno das eleições em Mato Grosso do Sul.

Ao contrário do PMDB, seu aliado no primeiro turno, o PSB fecha de “corpo e alma” com o tucano. Além da anfitriã, que na votação de domingo passado foi a quarta mais votada para a Câmara Federal, com pouco mais de 75 mil votos, estão recebendo Azambuja os prefeitos de Dourados, Murilo Zaiuth, e de Coxim Aluizio São José, o candidato eleito a deputado estadual José Carlos Barbosa, ex-presidente da Sanesul, o vereador Carlos Augusto Borges, o “Carlão”, além de outros socialistas.

Coligados no primeiro turno ao PMDB, o PSB fez “corpo mole” na campanha de Nelsinho Trad. A principal liderança do partido, Murilo Zaiuth, chegou a defender o fim da eleição no primeiro turno, quando seu candidato aparecia em terceiro e o petista, Delcídio do Amaral, segundo as pesquisas, liderava, com folga, a corrida eleitoral.

Apoio dos Trads

Hoje à tarde, Reinaldo Azambuja recebeu apoio de parlamentares do PMDB. Esteve reunido com o candidato derrotado ao Governo, Nelsinho Trad, que aderiu a sua campanha e amanhã às 10 horas anuncia, oficialmente, que vai ficar com o tucano no segundo turno. Também hoje, os irmãos de Nelsinho, Marquinhos, reeleito deputado estadual, e Fábio, que não se reelegeu para a Câmara, declararam apoio ao tucano.

No PMDB, a incógnita é a posição de André Puccinelli. Aliado de Dilma Rousseff na campanha presidencial, o governador ainda não se manifestou sobre o segundo turno em Mato Grosso do Sul. Reinaldo Azambuja chegou a disser que o governador já escolheu lado, insinuando que ele fique com o PT. No entanto, políticos muito próximo de Puccinelli, como o vereador Wanderley Cabeludo e o senador Waldemir Moka, escolheram Reinaldo Azambuja.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions